Raça e território: trincheiras de um conflito ontológico

Race and territory: trenches of an ontological conflict

Autores

Palavras-chave:

Conflito ontológico, territorialização, desterritorialização, processos de subjetivação, racialização.

Resumo

O presente artigo discute a possibilidade de pensarmos o racismo como produto de um conflito ontológico estabelecido pelas concepções eurocêntricas da modernidade diante das formas africanas, afrodescendentes e negro diaspóricas de vida. Dá pistas de como a desterritorialização dos corpos negros se presentifica como elemento catalisador na produção de uma estrutura de alteridade racista. O texto destaca como esses acontecimentos são encarnados em processos de subjetivação experimentados nos corpos enegrecidos pela compartimentação dualística do colonialismo. Por fim, sugere a potencialidade das práticas de territorialização dos corpos e espaços para a proliferação de devires e quadros sociais que desconstituem as lógicas eurocêntricas coloniais e racializantes.

Biografia do Autor

Alexandre Manzoni, UFRGS/PPGS

Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul na linha de pesquisa Sociedade e Conhecimento. Licenciado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2018)

Downloads

Publicado

2021-02-26