Direitos humanos de crianças e adolescentes no arquipélago do Marajó/PA:

desafios e possibilidades do território

Autores

  • Jacqueline Tatiane da Silva Guimarães Faculdade de Serviço Social do Campus Universitário do Marajó/Breves da Universidade Federal do Para (FACSS/CUMB/UFPA). https://orcid.org/0000-0001-5485-6611

DOI:

https://doi.org/10.14295/rbhcs.v13i25.11990

Palavras-chave:

Direitos Humanos, Infância, Amazônia Marajoara.

Resumo

Refletimos sobre a situação da infância na Amazônia marajoara e os desafios para a garantia de direitos humanos. Iniciamos, discorrendo sobre a entrada das demandas da infância na agenda das políticas públicas brasileira, dando especial destaque aos conceitos de “rede” e “sistema”. Posteriormente, sobre a amplitude, diversidade e heterogeneidade do Marajó que nos impõe diferentes desafios para a efetivação de políticas públicas na Amazônia. Esta pesquisa é exploratória, no qual recorremos a levantamento bibliográfico, documental e de campo. Analisamos notícias expostas em jornais eletrônicos e entrevistas que foram realizadas com os profissionais que atuam na rede sociojurídica dos municípios do Marajó Ocidental/PA. Consideramos que há uma complexa demanda a ser enfrentada pelos municípios marajoaras, sendo resultado da amplitude de seu território que concentra uma população que vive em situação de pobreza extrema, contraditoriamente, num espaço de extensa riqueza natural.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacqueline Tatiane da Silva Guimarães, Faculdade de Serviço Social do Campus Universitário do Marajó/Breves da Universidade Federal do Para (FACSS/CUMB/UFPA).

Doutora em Educação, Mestre em Serviço Social e Assistente Social pela Universidade Federal do Pará (UFPA). É professora adjunta A da Faculdade de Serviço Social do Campus Universitário do Marajó/Breves da UFPA (FACSS/CUMB/UFPA). Do período de agosto de 2016 à maio de 2017 esteve como vice-diretora, e posteriormente como diretora da referida Faculdade no período de junho de 2017 a julho de 2019. No período de agosto de 2019 a agosto de 2020 esteve como Coordenadora de Extensão do CUMB/UFPA. Coordena a disciplina de estágio e ministra as disciplinas de Laboratório de Instrumentos e Técnicas do Serviço Social I, II e III. É idealizadora e coordenadora do Programa Direitos Humanos, Infâncias e Diversidade no Arquipélago do Marajó (DHIDAM). Por consequência é líder do Grupo de Pesquisa Direitos Humanos, Infâncias e Diversidade no Arquipélago do Marajó dividido nas seguintes linhas: estudos sobre crianças e infâncias na Amazônia, Diversidade étnico-racial e políticas afirmativas e estudos sobre raça, gênero e classe na Amazônia. Realiza pesquisas sobre Direitos Humanos, Infância, Criança, História da Infância, Diversidade étnico-racial, Educação e Serviço Social.

Referências

BRASIL, Ministério da Saúde. Diagnóstico e Tratamento da COVID-19, publicado no dia 7 de maio de 2020, Brasília, DF, 2020.

JOHNSON, Allan G. Dicionário de sociologia: guia prático da linguagem sociológica. – tradução, Ruy Jungmann; consultoria, Renato Lessa. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1997.

GIDDENS, Antony; SUTTON, Philip W. Conceitos essenciais da Sociologia. - 2. Ed. – São Paulo: Editora UNESP, 2017.

GUIMARÃES, Jacqueline Tatiane da Silva. A infância no Marajó Ocidental: considerações sobre o município de Breves. In: XVI Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social, 2018. Vitoria/ES. Anais … Vitoria/ES: ENPESS/

UFES, 2018.

GUIMARÃES, Jacqueline Tatiane da Silva. A proteção da infância no município de Breves (Marajó/PA). In: IV Jornada Nordeste de Serviço Social, 2018. João Pessoa/PB. Anais …. João Pessoa/PB: Jornada Nordeste de Serviço Social/UFPB, 2018.

PARANÁ, Ministério Público do. Tecendo redes: fortalecimento das redes de proteção à infância e à adolescência no Paraná/ Rede Marista de Solidariedade, Ministério Público do Paraná. -- Curitiba: Editora Champagnat, 2014.

TEIXEIRA, Joaquina Barata. Meio Ambiente, Amazônia e Serviço Social. Revista em Pauta, n. 21, p. 140 -152, 2008.

FIALHO NASCIMENTO, Nádia Socorro. Amazônia e Desenvolvimento Capitalista: a centralidade da região para a acumulação de capital e a produção das expressões da “questão social”. Revista de Políticas Públicas. Número especial, p. 203- 213, agosto de 2010.

FEARNSIDE, Philip Martin. Retrocessos sob o Presidente Bolsonaro: Um desafio a sustentabilidade na Amazônia. Sustentabilidade International Science Journal, v.1, n.1. 2019, abril/junho, p. 38-52.

CUNHA, Paulo Roberto. O novo governo e a Amazônia: desproteção ambiental e privatização de terras públicas. Confins [Online], 501, 2019, postado online no dia 09 setembro 2019. Disponível em: <http://journals.openedition.org/confins/21149>. Acesso em 19/11/2019.

UNICEF. Agenda pela Infância e Adolescência consultado em 20/03/2020na Amazônia, 2018. Disponível em <https://www.unicef.org/brazil/media/1131/file/Agenda_pela_infancia_e_adolescencia_na_Amazonia.pdf>. Acesso em 19/12/2018.

SILVA, Joel Pantoja da. Memórias Tupi em narrativas orais no rio Tajapuru: Marajó das Florestas/PA. 2013. 152f. (Mestrado em Comunicação, Linguagens e Cultura) Universidade da Amazônia, Belém, 2013.

Downloads

Publicado

2021-04-05

Como Citar

Guimarães, J. T. da S. (2021). Direitos humanos de crianças e adolescentes no arquipélago do Marajó/PA:: desafios e possibilidades do território. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 13(25), 250–286. https://doi.org/10.14295/rbhcs.v13i25.11990