A variedade institucional como tema para o estudo da história da assistência à infância na cidade de São Paulo no século XIX

Sérgio César da Fonseca, Felipe Ziotti Narita

Resumo


Este artigo analisa temas e recortes de estudo sobre a assistência à infância na cidade de São Paulo durante o século XIX. Investigando relatórios oficiais, estudados em diálogo com a bibliografia produzida sobre o assunto, o texto enfatiza a dinâmica institucional como mecanismo central para o entendimento da assistência na constituição da nascente vida urbana no oitocentos. Nesse sentido, permeada por relações entre o público e o privado, a organização da assistência implica, sobretudo, três grandes eixos: a divisão de tarefas e procedimentos internos (trabalho, disciplina etc.), a racionalização da administração institucional e a moralização do trabalho como componente formativo (educacional) da infância (os futuros cidadãos). Trata-se de analisar, mediante as propostas institucionais de amparo à infância, a elaboração do social como campo de intervenção e de correção de déficits, situando o problema da infância e a variedade institucional de amparo no processo de elaboração da sociedade nacional no século XIX.

Palavras-chave


História da educação; História do Brasil; Infância; Assistência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Sérgio César da Fonseca, Felipe Ziotti Narita

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia