As vulnerabilidades sociais e econômicas no direito internacional: a questão boliviana e a necessidade de saída para o mar do Pacífico

Autores

  • Florisbal de Souza Del’Olmo
  • Tatiana Bruhn Parmeggiani Gomes Instituto Brasiliense de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP)

DOI:

https://doi.org/10.14295/cn.v2i3.12329

Resumo

O presente estudo visa investigar os fatores que levam aos persistentes reclamos da Bolíva contra o Chile pelo acesso às águas do Pacífico, os quais deram origem ao caso Obligation to negotiate access to the Pacific Ocean (Bolivia v. Chile), julgado recentemente pela Corte Internacional de Justiça na Haia, Holanda. Para tanto, decidiu-se perpassar pelas disputas históricas envolvendo estes dois países, embates estes que reforçam as fronteiras sul-americanas, exacerbando as vulnerabilidades presentes, sejam elas sociais ou econômicas. Observa-se, ao longo do desenvolvimento do artigo, quanto do enfrentamento da matéria no Tribunal Internacional da Haia e das reflexões promovidas pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, uma vez que o seu texto abarca questões de delimitação marítima, a qual tem importante relevância na clarificação de princípios e normas atrelados à questão. Como considerações finais, enxerga-se a Bolívia hoje como o coração da América do Sul devido à sua localização geográfica única e aos seus valiosos recursos naturais. Os fatores que levam à persistência da reivindicação marítima da Bolívia em relação ao Chile se dão em virtude de enfraquecimentos econômicos que acometem o desenvolvimento do país, o impedindo de negociações mais favoráveis com agentes estrangeiros.

Palavras-chave: Bolívia; Chile; Corte Internacional de Justiça; Disputa marítima; Direito Internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Florisbal de Souza Del’Olmo

Professor colaborador do Curso de Pós-Graduação em Direito Mestrado e Doutorado do Centro Universitário Curitiba (UNICURITIBA). Doutor em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Estágio pós-doutoral pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Tatiana Bruhn Parmeggiani Gomes, Instituto Brasiliense de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP)

Professora no Instituto Brasiliense de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP) de Brasília. Doutoranda em Direito Internacional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre em Direito Internacional pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Downloads

Publicado

2021-04-21 — Atualizado em 2021-04-21

Versões

Como Citar

DEL’OLMO, F. de S.; BRUHN PARMEGGIANI GOMES, T. As vulnerabilidades sociais e econômicas no direito internacional: a questão boliviana e a necessidade de saída para o mar do Pacífico. Revista Campos Neutrais, Rio Grande, RS, v. 2, n. 3, p. 21–32, 2021. DOI: 10.14295/cn.v2i3.12329. Disponível em: https://periodicos.furg.br/cn/article/view/12329. Acesso em: 29 nov. 2021.