Natália: a expressão de um duplo olhar sobre a escrita diarística feminina

Clêuma de Carvalho Magalhães

Resumo


Este trabalho traz uma leitura do romance Natália, de Helder Macedo. Natália, a protagonista, é também a narradora do enredo constituído por fatos relacionados a sua busca de identidade. A narradora conta sua história através de um diário, estabelecendo um pacto autobiográfico, numa complexa escrita de si marcada por angústias e incertezas. A obra revela ainda um olhar masculino sobre a diarística feminina, uma vez que a autoria do livro deve-se a Helder Macedo, o qual marca presença na obra como um famoso escritor (cujo nome não é informado) que aconselhara Natália a escrever um romance em forma de diário. O leitor depara-se, pois, com uma história que aponta para a possibilidade de uma dupla ficção, vendo-se envolvido por dúvidas a respeito da veracidade dos acontecimentos narrados, da identidade de Natália e até mesmo da sua função de autora do diário. O objetivo éanalisar a escrita de si realizada pela protagonista, considerando também o fato dessa produção ser guiada pela visão do autor, ou seja, uma visão masculina. A análise fundamenta-se nas reflexões de Philippe Lejeune sobre o pacto autobiográfico e incorpora leituras da crítica literária feminista acerca do papel da mulher na literatura e na sociedade contemporânea.


Texto completo:

PDF

Referências


DANTAS, Gregório F. A crise da ficção em Helder Macedo. In: SANTOS, Paulo Sérgio Nolasco dos; BARZOTTO, Leoné Astride (Org.). Literatura interseções transversões. Dourados: Ed. da UFGD, 2013. Disponível em: http://200.129.209.183/arquivos/arquivos/ 78/EDITORA/catalogo/literatura-intersecoes-tr ansversoes-paulo-nolascodos-santos-e-leone-astride-barzotto-orgs.-1.pdf. Acesso em: 23 abr. 2015.

DAL FARRA, Maria Lúcia. No desfiladeiro de incertezas: Natália, de Helder Macedo. Outra Travessia, Florianópolis, n. 10, p. 91-96, jan. 2010. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/Outra/article /view/21768552.2010n10p91. Acesso em: 19 out. 2015.

ESPANCA, Florbela. Poemas de Florbela Espanca. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FIGUEIREDO, Eurídice. Mulheres ao espelho: autobiografia, ficção, autoficção. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2013.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: de Rousseau à Internet. Org. e trad. Jovita Maria Gerheim Noronha. Belo Horizonte: Ed da UFMG, 2008.

MACEDO, Helder. Natália. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2010.

RIBEIRO, Paula Bohrer. As personagens femininas em Helder Macedo: Pedro e Paula, Sem nome e Natália. 2014. 147 f. Dissertação (Mestrado em Estudos de Literatura) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/ bitstream/handle/10183/103886/000929084.pdf?sequence=1. Acesso em: 23 abr. 2015.

ROSA, Seleste Michels da. O narrador em Helder Macedo: Partes da África e Natália. 2013. Tese (Doutorado em Estudos de Literatura) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

SILVA, Marisa Corrêa. Representações femininas em Helder Macedo e Saramago: olhares masculinos. Anais XI Congresso Internacional da ABRALIC: tessituras, interações, convergências. 2008. São Paulo. Disponível em: http://www.abralic.org.br/eventos/cong2008/AnaisOnline/simposios/pdf/017/MARISA_SILVA.pdf. Acesso em: 23 abr. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos Literários