Filtro biológico para tratamento de efluentes de laticínios

Douglas Coleraus, Vandré Barbosa Brião

Resumo


Os efluentes das indústrias de alimentos destacam-se dos efluentes dos demais setores por apresentar elevados volumes e alta carga orgânica, o que trás certa dificuldade no tratamento dessas águas residuais. O filtro biológico é um processo compacto e com boa eficiência na remoção de contaminantes orgânicos, sendo utilizado para o tratamento de efluentes de diversas origens. O objetivo deste trabalho é testar as condições operacionais e de projeto (taxa hidráulica de aplicação, carga orgânica aplicada e altura de leito) de um filtro biológico de bancada em dois níveis de um planejamento experimental. As variáveis de respostas foram: remoção da demanda bioquímica de oxigênio (DBO), fósforo total, nitrogênio Kjeldahi, nitrogênio amonical, nitritos e nitratos do efluente de um posto de resfriamento de leite. Os resultados demonstraram uma redução na faixa de 46 a 98% para DBO, 38 a 98% para nitrogênio total e 20 a 58% para fósforo. O filtro biológico demonstrou ser um equipamento de operação simples, realizando o tratamento com boa eficiência na remoção de DBO e nitrogênio e uma razoável eficiência na remoção de fósforo.

Palavras-Chave: Efluentes, filtro biológicos, laticínios

Palavras-chave


Efluentes; filtro biológicos; laticínios



Vetor, ISSN Impresso: 0102-7352, E-ISSN: 2358-3452, Rio Grande - RS. Brasil.