Vida humana e biopoder em Foucault e Agamben

Thiago Delaíde da Silva

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar uma conexão entre as investigações realizadas por Michel Foucault sobre a biopolítica e a sua genealogia da governamentalidade, conforme aparecem nos seus cursos Segurança, Território e População e O Nascimento da Biopolítica, e a abordagem biopolítica de Giorgio Agamben, a partir da obra Homo Sacer: O Poder Soberano e a Vida Nua ligada à sua genealogia teológica da economia e do governo conforme é apresentada na obra O Reino e a Glória: Uma Genealogia Teológica da Economia e do Governo. Este trabalho visa aproximar os conceitos de Foucault e Agamben, preservando suas diferenças, procurando demonstrar como abordagem destes dois pensadores pode lançar luz para compreendermos o modo como o poder político se estabelece e se articula, seja na forma de soberania ou de governo, na tentativa de refletir a respeito da captura da vida pelo biopoder no contexto contemporâneo.


Palavras-chave


Biopoder; Biopolítica; Foucault; Agamben.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.