Entre cotidiano escolar e vivências: masculinidades em escolas de periferias

Paulo Melgaço Silva Junior, Márcio Rodrigo Vale Caetano

Resumo


Este trabalho aborda alguns modos com os quais jovens adolescentes da periferia de Duque de Caxias-RJ constroem e vivenciam suas masculinidades no ambiente escolar. Nesse aspecto, buscamos captar como os diversos alunos de uma escola se constroem como homens, criando significados sobre a masculinidade legitimada e reconhecida pelo senso comum. O principal instrumento para geração de dados foi a observação do cotidiano escolar, dos encontros do programa de orientação sexual desenvolvido pela escola e as anotações de conversas informais consideradas significantes. Como resultado da pesquisa verificamos, neste ambiente escolar, a presença de diversas masculinidades apresentadas em diversas formas de interação social entre os adolescentes. Apesar dos jovens vivenciarem as expectativas de um discurso de masculinidade hegemônica, percebemos naquele ambiente escolar, diversos jovens tentando burlar as regras estabelecidas e construindo suas próprias masculinidades.


Palavras-chave


Masculinidades. Programa de orientação sexual. Escola.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.