A ressonância do trabalho infanto-juvenil na trajetória dos educandos

Evelyn Paola Bitencourt Klein

Resumo


Este texto apresenta uma discussão a respeito da relação entre o trabalho infantil, proibido pela legislação brasileira, e sobre a influência deste trabalho no desenvolvimento educacional dos alunos. Após a introdução do trabalho, há um breve histórico sobre o surgimento e desenvolvimento dos direitos ligados à infância e juventude em um contexto internacional e, principalmente, no Brasil. Em seguida, é apresentada a análise dos resultados dos questionários realizados com os alunos do primeiro ano do Ensino Médio, estudantes do turno noturno, na faixa etária entre 14 e 22 anos, bem como as legislações internacional e nacional atuais que versam sobre o assunto. Na conclusão do trabalho é realizado um apanhado geral sobre o tema pesquisado, sendo que concluímos que o trabalho dos jovens, desde que numa jornada laboral curta, em locais salubres e em atividades que visem o seu crescimento e desenvolvimento intelectual, de acordo com a proposta estabelecida pelas legislações, somente tende a corroborar com seu pleno processo de desenvolvimento.


Palavras-chave


Trabalho Infantojuvenil; Educação Escolarizada; Direitos Humanos; Sociologia da Educação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.