Versões impressas no papel e na memória: Abrigo de Menores, novembro de 1956

Autores

  • Eduardo Silveira Netto Nunes Universidade Federal do Acre (UFAC)

DOI:

https://doi.org/10.14295/rbhcs.v13i27.11945

Palavras-chave:

Infância, Memória, Abrigo de Menores

Resumo

A partir de uma denúncia do jornal “A Verdade”, de Florianópolis, em de novembro de 1956, sobre o Abrigo de Menores do Estado de Santa Catarina, encontrada no arquivo dos Irmãos Maristas, administradores do Abrigo na época, desenvolvemos uma narrativa que apresenta o transcurso do processo de pesquisa envolvendo o tema da denúncia, e como diferentes versões a respeito do episódio foram sendo constituídas em processo de disputa, às vezes silencioso, sobre qual teria maior legitimidade enquanto expressão de uma memória que falasse pelos Abrigados a respeito do ocorrido. Nessa disputa analisamos os Jornais da cidade, os Maristas, e como se desenvolveu um diálogo cruzado permitindo-se perceber como a imprensa e os sujeitos sociais “interagem” no processo social dinâmico. E, através de entrevistas com ex-Abrigados contemporâneos ao evento, e que participaram do mesmo, pois “fugiram” do Abrigo e foram até a redação do Jornal cobrar retratação, identificamos que, na trama histórica, a as crianças, se fazem sujeitos ativos dos processos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Silveira Netto Nunes, Universidade Federal do Acre (UFAC)

É professor Universitário atuando na área das humanidades, com formação e atuação interdisciplinar. Tem experiência em docência, gestão e extensão no ensino superior. Atualmente é Professor Adjunto (dedicação exclusiva) na Universidade Federal do Acre (UFAC). É membro da Diretoria Executiva da Associação Nacional de História seção São Paulo. Coordena o Grupo de Trabalho de História da Infância e Juventude na ANPUH-SP. Foi Conselheiro de Comitê de Ética em Pesquisa e Coordenou Projetos de PIBID na Área de História e Residência Pedagógica na Área da Pedagogia. Foi Professor Convidado do COGEAE da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-PUC/SP. É Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo, Mestre em História na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Bacharel em História (USP), Licenciado em História e Pedagogia. É bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade de Passo Fundo (UPF). Possuí experiência internacional organizando mesas em congressos e participando de eventos científicos; foi investigador visitante no Instituto Interamericano del Niño (OEA) (2008) e Realizou estágio de pesquisa no Centro de Estudios Historicos do Colegio de México com bolsa PDEE-CAPES (2009-2010). (Fonte: Currículo Lattes)

Referências

Fontes Citadas:

A Verdade (Jornal). Edições: 12/12/1952; 30/01/1953; 18/05/1953; 07/06/1954; 31/01/1955; 06/06/1955; 09/07/1956; 15/10/1956; 25/10/1956; 14/11/1956; 16/11/1959; 17/11/1956; 19/11/1956; 28/12/1956; 18/01/1957; 28/02/1957; 23/01/1958

O Estado (Jornal). Edições: 17/11/1956; 18/11/1956;

A Gazeta (Jornal). Edição: 18/11/1956

Diário da Tarde (Jornal). Edição: 20/11/1956

ABRIGO DE MENORES DE SANTA CATARINA. Carta do Diretor do Abrigo de Menores ao Juiz de Menores de 17 de novembro de 1956.

Entrevista realizada em Florianópolis, SC, 09/04/2003, com o Sr. Moisés Francisco Vieira.

Entrevista realizada em Florianópolis, SC, 08/04/2003, com o Sr. Valmir José Mendes.

ESTADO DE SANTA CATARINA. Ata da 17ª Sessão Solene, da 3ª Sessão Legislativa da 14ª Legislatura em 24 de agosto de 2001, que homenageou o Irmão Marista Victor Barbosa Vieira.

ESTADO DE SANTA CATARINA. Decreto Estadual n. 8026 de 12/06/1969, Diário Oficial do Estado, publicado dia 17/06/1969, p.01.

MENEZES, Manoel de. Retalhos d’alma. 2ª. ed.: Edeme, 1977, p.179-82.

Referências Bibliográficas

AREND, Silvia Maria Fávero. Histórias de abandono. Infâncias e justiça no Brasil (década de 1930). Florianópolis: Editora Mulheres, 2011.

ARANTES, Antônio A. Paisagens paulistanas: transformações do espaço público. Campinas, SP: Ed. Unicamp, Imprensa Oficial, 2000.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. Tradução de Flúvia M. L. Moretto. São Paulo: Unesp, 2002.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia: o discurso competentes e outras falas. 13ª ed. São Paulo: Cortez, 2011.

CORRÊA, Carlos Humberto. Os governadores de Santa Catarina de 1739 a 1982: notas biográficas. Florianópolis, SC: Ed. UFSC, 1983.

CRUZ, Heloisa de Faria. São Paulo em papel e tinta: periodismo e vida urbana - 1890-1915. São Paulo: Educ, Fapesp, 2000.

FLORES, Maria Bernadete Ramos. A farra do boi: palavras, sentidos, ficções. Florianópolis: UFSC, 1997.

LEITE, Lígia Costa. A razão dos invencíveis: meninos de rua – o rompimento da ordem (1554-1994). Rio de Janeiro: Editora UFRJ/IPUB, 1998.

MACHADO, Aldonei. Sons e sentidos: uma cartografia da era do rádio em Florianópolis. Esboços, vol. 06, p. 09-16, 1998.

MAY, Patrícia Zumblick Santos. Redes político-empresariais de Santa Catarina (1961-1970). Dissertação (Mestrado), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1998.

MIRANDA, Humberto da Silva. Nos tempos das FEBEMS: memórias de infâncias perdidas (Pernambuco/1964–1985). Tese (Doutorado). UFPE, Recife, 2014.

PORTELLI, Alessandro. A filosofia e os fatos: narração, interpretação e significado nas memórias e nas fontes orais. Tempo, Revista do Departamento de História da UFF, v.01, n.2, p.59-72, 1996.

SILVA, Roberto da. Os filhos do governo: a formação da identidade criminosa em crianças órfãs e abandonadas. São Paulo: Ática, 1997.

SOUZA, Rogério Luiz de. Catolicismo e projeto de higienização em Santa Catarina (1945-1965). Fronteiras, n.06, p. 41-51, 1998.

Downloads

Publicado

2022-06-23

Como Citar

Nunes, E. S. N. (2022). Versões impressas no papel e na memória: Abrigo de Menores, novembro de 1956. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 13(27), 188–220. https://doi.org/10.14295/rbhcs.v13i27.11945

Edição

Seção

Artigos Livres