Ensino de História, identidade nacional e imigração estrangeira no Brasil:

desafios para uma proposta multicultural

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/rbhcs.v13i25.11600

Palavras-chave:

Imigração, Identidade Nacional, Multiculturalismo.

Resumo

O presente artigo propõe uma reflexão acerca do processo de formação étnica do povo brasileiro, levando-se em consideração a importância dos grupos de imigrantes que se deslocaram para o Brasil entre os séculos XIX e XX, bem como também das levas de imigrantes, numa nova dinâmica, nas primeiras décadas do século XXI. Ao mesmo tempo, procura entender a importância do Ensino de História pelo Estado Brasileiro enquanto fomentador de uma identidade nacional. Desta forma, esse artigo busca expressar a complexa relação entre identidades étnicas e identidade nacional brasileira através do Ensino de História, tendo como desafio uma prática educacional baseada na perspectiva do multiculturalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Luiz Marlow, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Pós-doutorando junto ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP)

Referências

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Pátria, civilização e trabalho: o ensino de história nas escolas paulistas (1917-1939). São Paulo: Loyola, 1990.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Identidade nacional e ensino de história do Brasil. In KARNAL, Leandro. (Org.). História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2013, p. 183-201.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2017.

G1. Em evento sobre Operação Acolhida, Bolsonaro diz que imprensa 'tem medo da verdade', 'deturpa' e 'mente'. Portal G1.16 de janeiro de 2020. Disponível em:

https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/01/16/em-evento-sobre-operacao-acolhida-bolsonaro-diz-que-imprensa-tem-medo-da-verdade-deturpa-e-mente.ghtml// Acesso em: 05 de abril de 2020.

GADOTTI, Moacir. Diversidade cultural e educação para todos. Rio de Janeiro, RJ: Graal, 1992.

GELLNER, Ernest. Nações e nacionalismo. Lisboa, Portugal: Gadiva, 1993.

GERTZ, René Ernaini. O perigo alemão. 2. ed., Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1998.

GUIMARÃES, Manoel Luiz Salgado. Nação e Civilização nos Trópicos: O Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e o Projeto de uma História Nacional. Estudos Históricos, v.1, p. 5-27, 1988.

HOBSBAWM, Eric. Nações e nacionalismos desde 1780: programa, mito e realidade. Rio de Janeiro, RJ: Paz e Terra, 1991.

KREUTZ, Lúcio. Identidade étnica e processo escolar. In: LUCHESE, Terciane Ângela. (Org.). História das escolas dos imigrantes italianos no Brasil. Caxias do Sul: Educs, 2014, p. 63-87.

LIA, Cristine Fortes; RADÜNZ, Roberto. Os Processos Imigratórios dos Séculos XIX e XX: Diálogos entre Saber Acadêmico e a Educação Básica. Educar em Revista, v. 32, n. 61, p. 257-272, 2016.

MUNANGA, Kabengele. Educação e diversidade cultural. Cadernos Penesb, v. 10, p. 37-54, 2010.

MUNANGA, Kabengele. A questão da diversidade e da política de reconhecimento das diferenças. Crítica e Sociedade: revista de cultura política, v. 4, n. 1, p. 34-45, 2014.

OLIVEIRA, Adriana Capuano de. Uma Questão de Identidade! Migrações e Pertencimento na Dinâmica do Mundo Globalizado. Revista USP, v. 114, n 3, p. 91-108, 2017.

OLIVEIRA, Lúcia Lippi de. O Brasil dos imigrantes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso. Caminhos da identidade: ensaios sobre etnicidade e multiculturalismo. São Paulo: Editora da UNESP, 2006.

ORIÁ, José. Ricardo. (2005). Ensino de História e Diversidade Cultural: Desafios e Possibilidades. Caderno Cedes, v. 25, n 67, p. 378-388, 2005.

REIS, Maria José. O Ensino de História e a Construção da Identidade Nacional: Uma União Possível? Revista Perspectiva, v. 17, p. 99-110, 1999.

RODRIGUES, Leda Maria et al. Migração Contemporânea e Educação. Caderno Ceru, v. 25, n. 1, p. 225-240, 2014.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. As culturas negadas e silenciadas no currículo. In SILVA, Tomaz Tadeu; GENTILI, Pablo. (Orgs.). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais na sala de aula. Petrópolis: Vozes, 1995, p. 159-177.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e a questão racial no Brasil (1870-1930). São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SCHWARTZMAN, Simon et al. Tempos de Capanema. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

SEYFERTH, Giralda. A colonização alemã no vale do Itajaí-Mirim. Porto Alegre: Movimento, 1974.

SEYFERTH, Giralda. O Problema da Imigração no Brasil: Continuidades e mudanças. In: VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracia(s) – progressos, contradições e prospectivas, 2014, Évora, Portugal. Anais VIII Congresso Português de Sociologia: 40 anos de democracia(s) – progressos, contradições e prospectivas, Évora, Portugal, 2014.

SEYFERTH, Giralda. Socialização e Etnicidade: A Questão Escolar Teuto-brasileira (1850-1937). Revista Mana, v. 23, n 3, p. 579-607, 2017.

TRUZZI, Oswaldo. Assimilação Ressignificada: Novas Interpretações de um Velho Conceito. Dados - Revista de Ciências Sociais, v. 55, n. 2, p. 517-553, 2012.

Downloads

Publicado

2021-04-05

Como Citar

Marlow, S. L. (2021). Ensino de História, identidade nacional e imigração estrangeira no Brasil: : desafios para uma proposta multicultural. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 13(25), 420–447. https://doi.org/10.14295/rbhcs.v13i25.11600