O debate marxista sobre o “socialismo real”: a tese de Lebowitz e o caso iugoslavo (1945-1991)

Sinuê Neckel Miguel

Resumo


O artigo apresenta a tese de Michael Lebowitz sobre a dinâmica do “socialismo real”, situando-a no debate marxista acerca da natureza do regime soviético, brevemente introduzido. Na medida em que sua tese sobre as relações de produção de vanguarda e a reprodução contestada pretende aplicar-se genericamente aos distintos projetos socialistas experimentados no Leste Europeu, procuramos apontar para sua pertinência analítica, guardadas as devidas peculiaridades, ao caso iugoslavo. A interação entre a lógica da vanguarda, a lógica do capital e a economia moral dos trabalhadores produziu no sistema de autogestão iugoslavo uma dinâmica contraditória que resultou em sucessivas reformas, passando da liberalização mercantil laissez-faire à tentativa de reestruturação democrática do sistema, chegando a sua derrocada final.


Palavras-chave


Lebowitz; socialismo; Iugoslávia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Sinuê Neckel Miguel

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia