A formação da consciência católica e os catequistas africanos

Jefferson Olivatto Da Silva

Resumo


A introdução do cristianismo na ocupação do interior africano no final do século XIX engendrou novas práticas sociais relativas à modernidade. De acordo com a perspectiva de Comaroff e Comaroff sobre a formação da consciência cristã em África, analisaremos novas estruturas cotidianas da consciência externa da experiência africana aprendidas e reproduzidas pelos catequistas católicos. Como fontes primárias foram utilizados os documentos do grupo católico Sociedade dos Missionários da África, também conhecidos pela literatura como Pères Blancs. Diante do contraste pedagógico com outros grupos cristãos a consciência católica foi possível pelo uso da biomedicina, trabalho assalariado e educação estrangeira.


Palavras-chave


Catolicismo, História da África, missionação, Consciência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia