Sociedade e escravidão no Maranhão do século XIX

Yuri Michael Pereira Costa

Resumo


O texto analisa a província do Maranhão no século XIX, examinando suas características socioeconômicas e debatendo a estruturação e a dinâmica do sistema escravista nesse contexto. Apresenta, inicialmente, algumas características geográficas da província, discutindo seu processo de ocupação e a composição da sociedade no Oitocentos. Analisa a economia de fins do século XVIII e ao longo do século seguinte, dando ênfase ao apogeu da indústria monocultora e ao decadentismo que marca o discurso das elites após a derrocada da grande lavoura. Sobre o cativeiro, investiga os impactos no funcionamento do escravismo após a proibição do tráfico transatlântico, dedicando-se ainda ao estudo da distinção entre o trabalho servil no campo e na cidade. Busca, por fim, criticar as formas de resistência de negros e negras escravizados no Maranhão oitocentista.

Palavras-chave


Maranhão. Sociedade. Escravidão.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Yuri Michael Pereira Costa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia