Ilustração, medicina e circulação de ideias no mundo luso-brasileiro (séc. XVIII-XIX).

Juliana Gesuelli Meirelles

Resumo


Este artigo tem por objetivo compreender a relação entre a mudança de paradigma científico vigente a partir da reforma da Universidade de Coimbra e as transformações políticas e culturais da sociedade luso-brasileira no campo da saúde e da medicina entre o final do século XVIII e início do século XIX. Primeiramente, refletimos sobre os sentidos da circulação de ideias entre Portugal e Brasil antes dá da vinda da corte para o Brasil em 1808. Em um segundo momento, delineamos as linhas mestras da política cultural da coroa lusitana para a cultura cientifica sob a governança de D. João VI na América tendo como foco a diversidade da produção da Impressão Régia do Rio de Janeiro nesse campo do saber. 

Palavras-chave


medicina, circulação de ideias, política imperial

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v9i17.420

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Juliana Gesuelli Meirelles

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia