Compatriotas, alianças familiares e desigualdades econômicas: a trajetória do português José Lopes Ferreira nas sociedades de Morretes e Paranaguá (Província de São Paulo, 1824-1837)

André Luiz Moscaleski Cavazzani, Sandro Aramis Richter Gomes

Resumo


Este artigo comporta uma investigação acerca da trajetória do imigrante português José Lopes Ferreira (1797-1837) nos municípios litorâneos de Morretes e Paranaguá, no período que abrange os anos de 1824 e 1837. Nesse contexto, esses municípios pertenciam à jurisdição da Província de São Paulo. Por meio desse estudo, são evidenciados dois elementos basilares do processo de enraizamento social dos negociantes de origem portuguesa no litoral sul paulista na primeira metade do século XIX. O primeiro elemento consiste no fato de que nessa época os imigrantes conquistavam suas primeiras oportunidades econômicas e sociais por meio do estabelecimento de relações familiares com pequenos comerciantes também provenientes de Portugal. As principais oportunidades sociais desses imigrantes eram contrair matrimônio com a filha de um patrício e inaugurar um armazém de secos e molhados. O segundo elemento é a notável desigualdade econômica entre os portugueses.

Palavras-chave: Hierarquias sociais. Imigração portuguesa. Relações familiares.


Palavras-chave


Hierarquias sociais. Imigração portuguesa. Relações familiares.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v8i16.389

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 andré luiz moscaleski cavazzani, Sandro Aramis Richter Gomes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia