Adoção de crianças negras: a visão de profissionais que atuam no sistema jurídico da infância e juventude

Estela Márcia França Aido Botelho, Lilia Ieda Chaves Cavalcante, Fabíola Brandão da Silva, Rafaela Dias Fernandes

Resumo


Este artigo está baseado em pesquisa realizada com profissionais que atuam no sistema jurídico de da infância e juventude. Objetivou-se conhecer aspectos relacionados à adoção que envolve crianças negras, verificando se na visão dos profissionais a cor de pele e outros aspectos étnicos pode influenciar a sua colocação em família substituta. Os resultados obtidos apontam aspectos que foram relacionados de forma particular à adoção de crianças negras, tais como, o fato de serem estas realizadas geralmente por casais estrangeiros, sendo caracterizadas em sua maioria como adoções inter-raciais como descreve a literatura sobre o tema. Os achados, também, revelaram que adoção de crianças negras ainda é envolta de entraves relacionados à cor da pele da criança, os quais somados a outros fatores, como idade e sexo, tornam-se agentes limitadores no processo de adoção.

Palavras-chave


crianças negras; adoção; adoção inter-racial

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Estela Márcia França Aido Botelho, Lilia Ieda Chaves Cavalcante, Fabíola Brandão da Silva, Rafaela Dias Fernandes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Brasileira de História & Ciências Sociais - RBHCS

Qualis Capes B1 - A Nacional 

Desde 07 de março de 2009

A Revista Brasileira de História & Ciências Sociais utiliza  Licença Creative Commons Attribution 4.0

Creative Commons License

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia