Os arranjos matrimoniais como instrumento de inserção e participação social de imigrantes alemães– Rio Grande do Sul – século XIX

Autores

  • Marcos Antônio Witt UNISINOS
  • Belisa Cassel Ribeiro UNISINOS
  • Ícaro Estivalet Raymundo UNISINOS
  • Rodrigo Luis dos Santos UNISINOS

Palavras-chave:

, Imigração. Inserção social. Arranjos matrimoniais.

Resumo

Nosso objetivo com este trabalho é expor a importância que teve a utilização dos arranjos matrimoniais para a implementação de objetivos de ascensão e consolidação sociopolítica entre os imigrantes, através da trajetória de dois expressivos imigrantes de origem alemã na região de São Leopoldo e São Sebastião do Caí, ao longo do século XIX. Ao compreendermos a trajetória e as práticas utilizadas por Francisco Trein e João Pedro Schmitt, além de percebermos a complexidade da sociedade imigrante e as suas tentativas de inserção na sociedade brasileira oitocentista, podemos observar como determinadas práticas, dentre as quais a de formação de redes familiares por meio de arranjos, sobretudo matrimoniais, configuraram em uma prática amplamente usada e que se estabeleceu durante todo o período e até posteriormente, adentrando inclusive o período republicano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Antônio Witt, UNISINOS

Professor do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Coordenador do Núcleo de Estudos Teuto-Brasileiros – NETB, vinculado ao PPGHUNISINOS; associado ao Instituto Histórico de São Leopoldo – IHSL.

Belisa Cassel Ribeiro, UNISINOS

Graduanda em História e bolsista de iniciação científica PRATIC na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).

Ícaro Estivalet Raymundo, UNISINOS

Graduando em História e bolsista de iniciação científica UNIBIC na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).

Rodrigo Luis dos Santos, UNISINOS

Graduado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).

Downloads

Publicado

2013-07-07

Como Citar

Witt, M. A., Ribeiro, B. C., Raymundo, Ícaro E., & Santos, R. L. dos. (2013). Os arranjos matrimoniais como instrumento de inserção e participação social de imigrantes alemães– Rio Grande do Sul – século XIX. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 5(9). Recuperado de https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10525