Caracterização fitogeográfica da região de assentamento das reduções jesuítico-guaranis estabelecidas no atual território do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil (século XVII).

Autores

  • Samuel Cristiano Welter

Palavras-chave:

Guaranis. Reduções jesuíticas. Regiões Fitogeográficas.

Resumo

A definição dos locais de instalação das reduções jesuíticas se dava a partir de diretrizes, dentre as quais estava a avaliação das condições ambientais da região, com atenção especial para vegetação e o relevo. Os padres tinham consciência de que o ambiente natural interferia na manutenção das populações indígenas que viriam a ser assentadas nas reduções, tanto pela existência de abundantes recursos de subsistência, quanto de plantas medicinais para o controle das doenças. Este artigo tem como objetivo apresentar e caracterizar o meio físico que circundava as reduções, com destaque para as regiões fitogeográficas que caracterizavam a região em que elas se estabeleceram no atual Rio Grande do Sul. Optou-se pela sobreposição de mapas históricos a mapas de vegetação das respectivas regiões de instalação dos povoados, do que resultou um só mapa, no qual constata-se que os padres optaram por determinadas regiões, nas quais encontravam à disposição determinados recursos naturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Cristiano Welter

Graduando do Curso de Ciências Biológicas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil. Bolsista de iniciação científica – CNPq, vinculado ao projeto “Medicina e Missão na América Meridional: Epidemias, saberes e práticas de cura”, coordenado pela Professora Doutora Eliane Cristina D. Fleck.

Downloads

Publicado

2012-12-07

Como Citar

Welter, S. C. (2012). Caracterização fitogeográfica da região de assentamento das reduções jesuítico-guaranis estabelecidas no atual território do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil (século XVII). Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 4(8). Recuperado de https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10509