História e Memória da Insurreição de 1935 nas entrevistas de Luiz Carlos Prestes.

Autores

  • Raimundo Nonato Pereira Moreira

Palavras-chave:

História. Memória. Luiz Carlos Prestes.

Resumo

Este artigo discute as relações entre História e Memória, tomando como objeto as entrevistas concedidas por Luiz Carlos Prestes, antigo secretário-geral do Partido Comunista Brasileiro (PCB), sobre a Insurreição de novembro de 1935. A partir deste escopo, confrontam-se os testemunhos do dirigente acerca do levante com outros indícios históricos, evidenciados por Pinheiro (1992), Vianna (2007) e Waack (1993). Finalmente, à luz das reflexões esboçadas por Pollak (1989), Rousso (1998) e Burke (2000) analisam-se as implicações dos depoimentos de Prestes sobre a “Revolta Vermelha” para a memória comunista e a historiografia brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raimundo Nonato Pereira Moreira

Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local (PPGHIS) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Doutor em História pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Coordenadordo projeto de pesquisa No rastro de Miranda: uma investigação histórica acerca da trajetória de Antônio Maciel Bonfim (1905- c. 1947).

Downloads

Publicado

2015-06-04

Como Citar

Moreira, R. N. P. (2015). História e Memória da Insurreição de 1935 nas entrevistas de Luiz Carlos Prestes. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 4(8). Recuperado de https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10484