Do espiritococus à fábrica de loucos: o espiritismo sob a retórica da aniquilação na imprensa católica cearense

Autores

  • Marcos José Diniz Silva Universidade Estadual do Ceará-UECE

DOI:

https://doi.org/10.14295/rbhcs.v7i13.130

Palavras-chave:

catolicismo. espiritismo. aniquilação

Resumo

O artigo se propõe a analisar os embates religiosos entre católicos e espíritas no Ceará das primeiras décadas do século XX, a partir dos discursos veiculados pela imprensa católica local, tomando como referencial teórico central a proposta de existência de uma “retórica da aniquilação”, inspirada por sua vez nos estudos sociológicos da “estratégia da aniquilação”, próprios de ambientes competitivos e conflituosos, onde instâncias dominantes, detentoras de poder de definição, voltam-se contra as ameaças às definições sociais estabelecidas, atribuindo-lhes definições com status ontológicos e cognoscitivos desqualificadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos José Diniz Silva, Universidade Estadual do Ceará-UECE

Professor do Curso de História da Universidade Estadual do Ceará. Graduado em História. Doutor em Sociologia (UFC). Autor do livro: No Compasso do Progresso: a Maçonaria e os trabalhadores cearenses. Fortaleza:Expressão Gráfica/NUDOC-UFC, 2007. Coleção Mundos do Trabalho. Trabalha com história das idéias, movimentos sociais, maçonaria e religião.

Downloads

Publicado

2015-09-28

Como Citar

Silva, M. J. D. (2015). Do espiritococus à fábrica de loucos: o espiritismo sob a retórica da aniquilação na imprensa católica cearense. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 7(13), 95–117. https://doi.org/10.14295/rbhcs.v7i13.130

Edição

Seção

Artigos Livres