Contrabando na fronteira meridional do Brasil – por fora e por dentro da Alfândega (1845-1889).

Autores

  • Mariana Flores da Cunha Thompson Flores PUCRS

Palavras-chave:

Contrabando. Fronteira. Processos Crime

Resumo

O presente artigo aborda as práticas de contrabando empreendidas através da fronteira sul do Brasil nos municípios de Alegrete, Uruguaiana, Santana do Livramento e Quaraí, entre os anos de 1845 e 1889. Através de Processos Crimes de Apreensão de Contrabando e de Autos de Responsabilidade, foi possível apontar os diferentes contextos dessa prática, as mercadorias e os caminhos do comércio ilícito, bem como, seus agentes e estratégias. Nesse sentido, constatou-se que a Alfândega, localizada em Uruguaiana, cumpria papel fundamental no desempenho do contrabando através de práticas corruptas sedimentadas no procedimento de funcionários e inspetores ao longo de anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Flores da Cunha Thompson Flores, PUCRS

Doutora em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Downloads

Publicado

2015-06-01

Como Citar

Flores, M. F. da C. T. (2015). Contrabando na fronteira meridional do Brasil – por fora e por dentro da Alfândega (1845-1889). Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 4(7). Recuperado de https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10470

Edição

Seção

Artigos Livres