Guerra Farroupilha: considerações acerca das tensões internas, reivindicações e ganhos reais do decênio revoltoso.

Autores

  • Laura de Leão Dornelles PUCRS

Palavras-chave:

Guerra Farroupilha, tensões entre os líderes, reivindicações e ganhos do movimento farroupilha

Resumo

A temática da Guerra Farroupilha está longe de se tornar obsoleta no meio historiográfico. Um olhar aprofundado sobre documentos da época revela novos conhecimentos sobre acontecimentos da sedição rio-grandense. Para se compreender a complexidade dos quase dez anos de manutenção da revolta dos farrapos (setembro de 1835 a fevereiro de 1845) deve-se ter em mente o entendimento acerca das fases pelas quais passou o movimento sulista, das disparidades de pensamento entre suas lideranças e se comparar as reivindicações iniciais com os ganhos reais atingidos na Paz de Ponche Verde. Com vistas a colaborar para o estudo da chamada Revolução Farroupilha, no presente artigo visar-se-á realizar uma breve explanação destas importantes questões relativas à história do Rio Grande do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laura de Leão Dornelles, PUCRS

Historiadora. Licenciada (2007) e Bacharel (2008) em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Mestre em História (2010) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2010-12-07

Como Citar

Dornelles, L. de L. (2010). Guerra Farroupilha: considerações acerca das tensões internas, reivindicações e ganhos reais do decênio revoltoso. Revista Brasileira De História &Amp; Ciências Sociais, 2(4). Recuperado de https://periodicos.furg.br/rbhcs/article/view/10409