A transposição das águas do rio São Francisco na resposta à seca do Nordeste brasileiro. Cronologia da transformação da ideia em obra

José Gomes Ferreira

Resumo


O artigo sintetiza o histórico do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional brasileiro, desde a primeira vez que foi apresentado em 1818 até à inauguração da primeira fase da obra com a chegada da água aos estados de Pernambuco e Paraíba. Tem como objetivo debater as várias dimensões do tema colocando em pauta diferentes posicionamentos. Para tal, procede à coleta e análise de documentos e notícias da mídia, de entrevistas, questionários e observação de campo. Os primeiros resultados mostram que a obra tem sido encarada como a principal saída no combate à seca e como infraestrutura capaz de fomentar o desenvolvimento da região. Ainda assim, o projeto motiva discussão quanto aos fins a que se destina, à segregação de comunidades, aos prazos de conclusão, à transparência dos processos e sua adequação à resposta às mudanças climáticas.


Palavras-chave


Semiárido. Rio São Francisco. Transposição.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUDO, Pedro Arrojo. Crisis global del agua: valores y derechos en juego. Cristianisme i Justícia, 2010.

ALMEIDA, José Américo de. As secas do Nordeste. Exposição feita na Câmara dos Deputados em 10-11-1953. Debates e Repercussão. Serviço de Documentação Ministério da Viação e Obras Públicas. 1953.

ARROYO, Jorge Fernández; RODRÍGUEZ-MARÍN, Fátima. Los procesos de enseñanza–aprendizaje relacionados con el agua en el marco de las hipótesis de transición. Revista Eureka sobre Enseñanza y Divulgación de las Ciencias, v. 14, n. 1, p. 227-243, 2016. Disponível em: https://revistas.uca.es/index.php/eureka/article/view/3012/3035. Acesso em: 12 de junho de 2019.

CAMPOS, CAMPOS, José Nilson B Secas e políticas públicas no semiárido: ideias, pensadores e períodos. Estudos Avançados, v. 28, n. 82, p. 65-88, 2014.

CANTERO, Nicolás Ortega. El plan nacional de obras hidráulicas. In Antônio Gil Olcina & Alfredo Morales Gil (Coord.). Hitos Históricos de obras de los regadíos españoles. Madrid: Ministério da Agricultura, Alimentación y Medio Ambiente, p.335-364, 1992.

CARDOSO, Vicente Licínio. À margem da história do Brasil. Livro pósthumo. Brasiliana, Vol. 13, São Paulo, Rio De Janeiro, Recife, Porto Alegre: Companhia Editora Nacional, 1938. Disponível em https://bdor.sibi.ufrj.br/bitstream/doc/91/1/13%20PDF%20-%20OCR%20-RED.pdf. Acesso em: 5 de junho de 2019.

CASTRO, César Nunes de. Transposição do rio São Francisco: Análise de oportunidade do projeto, Texto para Discussão, Nº. 1577, Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 2011.

DUQUE, José Guimarães. Perspectivas Nordestinas. Fortaleza: Banco do Nordeste do Brasil, 2004, 2a ed.

ESCOBEDO, Melissa A.; ANDRADE, Liza M. S. de. Técnicas Hidráulicas Incas: estudo de soluções para amenizar as consequências das mudanças climáticas no Peru. Anais do Encontro Latinoamericano de Edificações e Comunidades sustentáveis. ELECS, Curitiba. 2013. Disponível em: http://www.elecs2013.ufpr.br/Anais/comunidades/77-158-1-RV.pdf. Acesso em: 26 de junho de 2018.

FERREIRA, Ângela Lúcia; DANTAS, George Alexandre Ferreira; SIMONINI, Yuri. Contra as secas. Técnica, Natureza e Território. Rio de Janeiro: Letra Capital: INCT/Observatório das Metrópoles, 2018.

FERREIRA, José Gomes. Desafios para uma nova cultura da água. In Ferrão, João et al. (Coord.). Reflexões sobre Ambiente, Território e Sociedade. Três Anos do Blogue ATS. Lisboa: OBSERVA - Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, 2019, p.196-199.

FRENCH, Adam. ¿ Una nueva cultura de agua?: inercia institucional y gestión tecnocrática de los recursos hídricos en el Perú. Anthropologica, v. 34, n. 37, p. 61-86, 2016. Disponível em: http://www.scielo.org.pe/pdf/anthro/v34n37/a04v34n37.pdf. Acesso em:12 de junho de 2019.

GARCIA, Lorelei; WANDERLEY, Mayara Meira. Das águas encantadas às águas da ilusão. O caso da Transposição do Rio São Francisco. Curitiba: Brazil Publishing, 2018.

GIL, Fermín Villarroya. Los conflictos sobre el trasvase del Ebro y del Tajo. M+ A. Revista Electrónica de Medioambiente, n. 2, p. 56-72, 2016. Disponível em: https://www.ucm.es/data/cont/media/www/pag-41377/2006%202%20villarroya.pdf. Acesso em: 15 de junho de 2018.

GUIMARÃES JUNIOR, João Abner. O destino dos canais da transposição do rio são Francisco. EcoDebate. 06/04/2010. Disponível em: https://www.ecodebate.com.br/2010/04/06/o-destino-dos-canais-da-transposicao-do-rio-sao-francisco-artigo-de-joao-abner-guimaraes-jr/. Acesso em: 12 de junho de 2019.

GUIMARÃES JUNIOR, João Abner. Reforma hídrica do Nordeste como alternativa à transposição do rio São Francisco. Cadernos do CEAS: Revista crítica de humanidades, Nº 227, pág. 80-88, 2016. Disponível em: https://cadernosdoceas.ucsal.br/index.php/cadernosdoceas/article/download/135/115. Acesso em: 23 de março de 2018.

HALFELD, Henrique Guilherme Fernando. Atlas e relatorio concernente a exploração do Rio de S. Francisco desde a Cachoeira da Pirapora até ao Oceano Atlantico. Rio de Janeiro: Typ. Moderna de Georges Bertrand, 1860. Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/item/id/185636. Acesso em: 2 de maio de 2019.

HANAK, Ellen; LUND, Jay; DINAR, Ariel; GRAY, Brian.; HOWITT, Richard, MOUNT, Je¬ffrey; MOYLE, Peter; THOMPSON, Barton “Buzz”. Managing California's Water: From Conflict to Reconciliation. San Francisco: Public Policy Institute of California, 2011. Disponível em: https://www.ppic.org/content/pubs/report/R_211EHR.pdf. Acesso em: 2 de maio de 2019.

KHAN, Ahmad Saeed; CRUZ, José Alfredo Nicodemos da; SILVA, Lucia Maria Ramos; LIMA, Patrícia Verônica Pinheiro Sales. Efeito da seca sobre a produção, a renda e o emprego agrícola na microrregião geográfica de Brejo Santo e no estado do Ceará. Revista Econômica do Nordeste, vol. 36, n. 2, p. 242-262, 2005.

LÁZARO, Ruth Pérez. La Nueva Cultura del Agua, el camino hacia una gestión sostenible. Causas e impactos de la crisis global del agua. Cuadernos de Trabajo Hegoa, n. 68, 2016. Disponível em: http://www.ehu.eus/ojs/index.php/hegoa/article/viewFile/15672/13586. Acesso em: 12 de junho de 2019.

MALVEZZI, Roberto. Semi-árido - uma visão holística. Brasília: Confea. Pensar Brasil, 2007. Disponível em https://robertomalvezzi.com.br/wp-content/uploads/2016/06/phpCDo4mz.pdf. Acesso em: 12 de junho de 2019.

RIBEIRO, Manoel Bomfim. Transposição. Uma análise cartesiana. Cadernos do CEAS: Revista crítica de humanidades, n. 228, p. 67-73, 2016.

SALCEDO, Rosio Fernandez Baca; OLIVEIRA, Lívia de. O centro histórico de Cusco-Peru no passado. Anais do Seminário de História da Cidade e do Urbanismo, vol. 4, n. 2, p. 306-314, 2012.

SANTANA FILHO, João Reis. Projeto São Francisco: garantia hídrica como elemento dinamizador do semi-árido nordestino. Inclusão Social, n. 2, 2008. Disponível em: http://revista.ibict.br/inclusao/article/view/1598. Acesso em: 14 de agosto de 2018.

SCHMIDT, Luísa; PRISTA, Pedro. Água, o líquido social. CCDR-Centro. À beira da água. Coimbra: Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, p. 6-39, 2010.

SILVA, Paula Vivian Oliveira da; FERREIRA, José Gomes. Transposição das águas do rio São Francisco: cobertura midiática nos jornais Diário do Sertão e Tribuna do Norte. Anais CONADIS. I Congresso Nacional da Diversidade do Semiárido. Campina Grande: Realize Eventos & Editora. V. 1, 2018. Disponível em: https://editorarealize.com.br/revistas/conadis/trabalhos/TRABALHO_EV116_MD1_SA22_ID84_30112018151200.pdf. Acesso em: 11 de junho de 2019.

SOARES, Edmilson. Seca no Nordeste e a transposição do rio São Francisco. Revista Geografias, vol. 9, n. 2, p.75-86, 2013. Disponível em: https://igc.ufmg.br/portaldeperiodicos/index.php/geografias/article/viewFile/593/463. Acesso em: 22 de agosto de 2018.

SUASSUNA, João. As águas do Nordeste e o projeto de transposição do rio São Francisco. Cadernos do CEAS: Revista crítica de humanidades, n. 227, p. 26-36, 2016. Disponível em: http://www.journals.ufrpe.br/index.php/apca/article/download/71/67. Acesso em: 21 de maio de 2018.

VIDAL, Laurent. O São Francisco, um rio de muitas esperas. Confins. Revue franco-brésilienne de géographie/Revista franco-brasilera de geografia, n. 23, 2015. Disponível em: https://journals.openedition.org/confins/10100. Acesso em: 6 de junho de 2019.

WANG, Mark; LI, Chen. An institutional analysis of China’s South-to-North water diversion. Thesis Eleven, v. 150, n. 1, 2019, p. 68-80. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/0725513618822419. Acesso em: 2 de maio de 2019.

WEBER, Max. A gênese do capitalismo moderno. São Paulo: Editora Ática, 2006.

WEBER, Max. Economia e sociedade. Fundamentos da sociologia compreensiva, vol. 2. Brasília: Editora Universidade de Brasília; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 José Gomes Ferreira

Campos Neutrais - Revista Latino-Americana de Relações Internacionais

ISSN 2596-1314

Curso de Relações Internacionais

Faculdade de Direito

Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Santa Vitória do Palmar - Rio Grande do Sul - Brasil



INDEXADORES

PROPESQ PROPESQ