Qualidade da Democracia no Brasil e Confiança nas Instituições Políticas

Everton Rodrigo Santos, Fábio Hoffmann

Resumo


Este trabalho analisa a acentuação do paradoxo entre a adesão ao regime democrático brasileiro e a baixa satisfaçãoe confiança institucional. O apoio ao sistema político nesse trabalho é compreendido dentro da estrutura teórica eastoniana, que percebeu nas dinâmicas do apoio difuso e específico um importante ingrediente para a estabilidade do sistema político. A partir desse apontamento conceitual mostramos, através de dados temporais do Latinobarômetro, que o apoio ao regime democrático brasileiro cresceu desde quando foi iniciada essa medição para o Brasil, em 1995, enquanto que a satisfação com seu desempenho e a confiança dos brasileiros em relação às instituições centrais do modelo de democracia representativa como os partidos políticos, Congresso Nacional e Justiça tem diminuído, consistentemente, ao longo do tempo. Examinadas algumas literaturas que procuraram explicar as causas desse fenômeno, procuramos, nesse trabalho, fugir da monocausalidade, buscando enfocar a existência de outros elementos que ajudam a justificar os motivos do aumento do paradoxo existente dentro do apoio ao sistema político brasileiro e, dentre elas, a capacidade do Estado e a mudança para valores pós-materialistas. Esse trabalho aponta para a presença desses elementos em situações variadas, e muitas vezes incompletas, o que acaba por travar o desenvolvimento da qualidade da democracia brasileira.


Palavras-chave


apoio ao sistema – confiança política – capacidade do Estado – qualidade da democracia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Everton Rodrigo Santos, Fábio Hoffmann

Campos Neutrais - Revista Latino-Americana de Relações Internacionais

ISSN 2596-1314

Curso de Relações Internacionais

Faculdade de Direito

Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Santa Vitória do Palmar - Rio Grande do Sul - Brasil



 

.