Na instância do indizível: a (im)possibilidade do acontecimento Derridiano em Haruki Murakami

Renan Kenji Sales Hayashi

Resumo


O presente artigo discute uma aproximação da questão do acontecimento em Derrida e Deleuze com a literatura japonesa de Haruki Murakami. A partir de uma revisão das noções de acontecimentalidade para os autores franceses, empreendemos um gesto de interpretação da materialidade linguística do livro Sono de Murakami, com vistas a estabelecer uma possível relação entre a narrativa do escritor e a experiência da existência de acontecimentalidade na literatura japonesa contemporânea. Os resultados da análise apontam para uma costura produtiva entre a noção de acontecimento e a obra Sono, na qual a primeira ajuda a problematizar a segunda e melhor compreender por que processos subjetivos passa a protagonista que se vê às voltas com uma vida débil na Tóquio de classe média do final do século XX. Dessa forma, o presente artigo buscou estabelecer uma relação improvável entre uma noção cunhada por pensadores ocidentais para questões ocidentais com uma leitura literária de uma obra japonesa contemporânea.

Palavras-chave


acontecimento; literatura japonesa; Derrida; Deleuze; Murakami

Texto completo:

PDF

Referências


BENNINGTON, G.; DERRIDA, J. Jacques Derrida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 1999. CORACINI, Maria José. Discurso de imigrantes: trabalho de luto e inscrição de si. In: KLEIMAN, A.; CAVALCANTI, M. (Org.). Linguística aplicada: suas faces e interfaces. Campinas: Mercado de Letras, 2007. p. 83-102.

______. Leitura ou interpretação: pulsão escópica e gesto de violência. In: FLORES, Giovanna G. Benedetto;

NECKEL, Nádia Régia Maffi; GALLO, Solange Maria Leda (Org.). Análise de discurso em rede: cultura e mídia. v. 1. São Paulo: Pontes, 2015. p. 109-125.

DELEUZE, G.; PARNET, C. Diálogos. Lisboa: Relógio d’Água, 2004.

DELEUZE, G. Lógica do sentido. Trad. Luiz Roberto Salinas Fortes. São Paulo: Perspectiva, 2003.

______. Sobre a filosofia. In: ______. Conversações: 1972-1990. Trad. Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 2006.

______. Em médio de Spinoza. Trad. Equipe Editorial Cactus. Buenos Aires: Cactus, 2008.

DERRIDA, J.; ROUDINESCO, E. De que amanhã...: diálogo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

DERRIDA, J. Demorar: Maurice Blanchot. Trad. Flavia Trocoli e Carla Rodrigues. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2015.

______. Decir el acontecimento, es possible?: seminário de Montreal, para Jacques Derrida. Trad. Julián Santos Guerrero. Madrid: Arena Libros, 2006.

______. Specters of Marx. New York: Routledge, 2006.

______. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

MAJOR, R. Lacan com Derrida: análise desistencial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 1992.

MURAKAMI, H. Sono. Trad. Lica Hashimoto. Rio de Janeiro: Objetiva, 2015.

ROUDINESCO, E. A análise e o arquivo. Trad. André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos Literários