Os rastros do acontecimento e da literatura em Jacques Derrida

Diego Lock Farina

Resumo


O presente artigo pretende discutir algumas das observações a propósito da noção de acontecimento para Jacques Derrida, em relação a seu pensamento sobre a literatura, revisitando, para isso, sua escritura sob rastros acerca da différance, da força e da desconstrução. Quais encontros podem ser estabelecidos entre essa estranha instituição chamada literatura e o acontecimento (événement) em filosofia? Em busca do outro, à medida em que as formas e as estruturas parecem fraquejar, Derrida convida-nos ao jogo de fugas proposto pela possibilidade impossível de dizer o acontecimento, ante a inquietante questão de por onde anda a literatura. Em diálogo com Alain Badiou, que define Derrida como um caçador às avessas, este artigo busca debruçar-se sobre a herança derridiana e seu aproveitamento à teoria literária.

Palavras-chave


acontecimento; literatura; Jacques Derrida; différance

Texto completo:

PDF

Referências


BADIOU, Alain. Heróis do Panteão: Jacques Derrida (1930-2004). In: ______. A aventura da filosofia francesa no século XX. Trad. Antônio Teixeira e Gilson Iannini. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

DELEUZE, Gilles. A literatura e a vida. In: ______. Crítica e clínica. Trad. Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 2011.

DERRIDA, Jacques. Force et signification. In: L'écriture et la différence. Paris: Éditions du Seuil, 2014.

______. Essa estranha instituição chamada literatura. Trad. Marileide Esqueda. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2014a.

______. Gramatologia. Trad. Miriam Chnaiderman e Renato Janine. São Paulo: Perspectiva, 2013.

______. La déconstruction et l'autre. Les Temps Modernes, Paris, n. 669-670, 2012/3, p. 7-29.

______. Escolher sua herança (entrevista à Elisabeth Roudinesco). In: De que amanhã... Diálogo. Trad. André Telles. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

______. O animal que logo sou. Trad. Fábio Landa. São Paulo: Ed. da UNESP, 2002.

______. Che cos'è la poesia? In: Point de suspension. Trad. Tatiana Rios e Marcos Siscar. Paris: Galilée, 1992.

______. A diferença. In: Margens da filosofia. Trad. Joaquim Torres Costa e António M. Magalhães. Campinas:

Papirus, 1991.

______. Timpanizar – a filosofia. In: Margens da filosofia. Trad. Joaquim

Torres Costa e António M. Magalhães. Campinas: Papirus, 1991a.

______. A farmácia de Platão. Trad. Rogério da Costa. São Paulo: Iluminuras, 1991b.

______. Carta a un amigo japonés. Trad. E. L. de la versión italiana de Maurizio Ferraris. Alfabeta, Milán, n. 70, p. 23-

, marzo de 1985.

FONTES FILHO, Osvaldo. Uma “possibilidade impossível de dizer”: o acontecimento em filosofia e literatura, segundo Jacques Derrida. Trans/Form/Ação, Marília, v. 35, n. 2, p. 143-162, maio/ago. 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos Literários