Para desbravar a literatura juvenil brasileira

Um mapeamento, várias rotas, alguns registros

Autores

  • Jennifer da Silva Gramiani Celeste Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Resumo

Este artigo sugere revisitar a temática abordada em uma dissertação de Mestrado em Letras, defendida no ano de 2018, sobre as dinâmicas de produção e publicação das obras literárias impressas assinadas por influenciadores digitais adolescentes, entre administradores de blogs e canais do YouTube – os blogueiros e youtubers. Para tanto, embasamo-nos no mapeamento de livros de papel da autoria dos referidos sujeitos, tendo sido lançados entre janeiro de 2008 e dezembro de 2016. A atmosfera de manufatura e recepção dos títulos nos possibilita propor reflexões acerca do impacto da cultura digital à produção de literatura, engajando escritores, leitores e mercado editorial em prol do alcance de perspectivas outras e diversas ao fazer literário impresso na era digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

24-05-2022

Como Citar

Celeste, J. da S. G. . (2022). Para desbravar a literatura juvenil brasileira: Um mapeamento, várias rotas, alguns registros. Cadernos Literários, 28(2), 89–98. Recuperado de https://periodicos.furg.br/cadliter/article/view/14355