ANGÚSTIA, DE GRACILIANO RAMOS:

INVESTIGAÇÕES SOBRE O ESTADO DE ANGÚSTIA E A TRAJETÓRIA DA PERSONAGEM LUÍS DA SILVA

Autores

  • Larissa Scherer Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSUL/Pelotas)

Resumo

O presente estudo investiga o estado psicológico e existencial da angústia, buscando também compreendê-lo enquanto elemento estético configurador do romance Angústia, de Graciliano Ramos. Para tanto, valese de dois procedimentos, seguindo uma perspectiva hermenêutica: realiza um levantamento das leituras/interpretações propostas pela tradição crítica e, após, busca articular ideias ali enunciadas bem como aspectos do referencial teórico de natureza filosófica e psicanalítica ao texto de Graciliano Ramos, apresentando uma nova interpretação. Entende-se que o estado de angústia é constituído, no plano literário, a partir de um discurso que privilegia o monólogo interior e o fluxo de consciência, procedimentos que permitem perscrutar profundamente a alma angustiada da personagem Luís da Silva. Além disso, outros elementos de natureza social, psicológica e da memória contribuem para a construção dessa personagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Scherer, L. . (2021). ANGÚSTIA, DE GRACILIANO RAMOS:: INVESTIGAÇÕES SOBRE O ESTADO DE ANGÚSTIA E A TRAJETÓRIA DA PERSONAGEM LUÍS DA SILVA. Cadernos Literários, 28(1), 54–66. Recuperado de https://periodicos.furg.br/cadliter/article/view/13847

Edição

Seção

Artigos