"Fronde esparsa" (1926), de Narciso Berlese: leitura e formação moral para os jovens das primeiras décadas do século XX

Rossana Dutra Tasso

Resumo


Este trabalho propõe-se a realizar uma leitura crítica da obra Fronde esparsa, de autoria de Narciso Berlese. Analisa-se em que medida os textos que ela reúne são representativos de uma educação escolar conservadora e, por essa razão, condizente com o contexto histórico do país no início do  século XX. Nesse intuito, resgatam-se trechos da publicação, cotejando-os com o momento de sua produção (o passado), bem como com algumas orientações teóricas voltadas à promoção da leitura nas salas de aula do século XXI.


Palavras-chave


Escola; Leitura; Formação moral; Instrução; Nacionalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BERLESE, Narciso. Fronde esparsa: moral, educação, psicologia, sociologia, literatura e arte. Porto Alegre: Livraria do Globo, 1926.

CARLI, Ranieri. Educação e cultura na história do Brasil. Curitiba: Ibpex, 2010.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2014.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se complementam. São Paulo: Cortez, 2011.

LAITANO, José Carlos Ralhano. História da Academia Rio-Grandense de Letras (1901-2016) e Parthenon Litterario

(1868-1885). Porto Alegre: Metamorfose, 2016. Disponível em:

www.editorametamorfose.com.br/ebooks/historiaccademia.pdf. Acesso em: 28 fev. 2018.

PETIT, Michèle. A arte de ler: ou como resistir à adversidade. São Paulo: Ed. 34, 2010.

PINTO, Alfredo Clemente. Seleta em prosa e verso dos melhores autores brasileiros e portugueses. Porto Alegre:

Martins Livreiro, 1982.

SILVA, Francisco de Assis; BASTOS, Pedro Ivo de Assis. História do

Brasil: Colônia, Império e República. São Paulo: Moderna, 1992.

TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Trad. Caio Meira. Rio de Janeiro: Difel, 2014.

ZILBERMAN, Regina; SILVA, Ezequiel Theodoro. Literatura e pedagogia: ponto e contraponto. São Paulo: Global,


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Cadernos Literários



PROPESQ    PROPESQ PROPESQ

PROPESQ PROPESQ