Conjecturas da Ciência Aberta na contemporaneidade do Big data

Nivaldo Calixto Ribeiro, Dalgiza Andrade Oliveira, Ronaldo Ferreira de Araújo

Resumo


objetivou-se neste artigo discutir a relação entre a ciência aberta, por meio dos dados científicos abertos, na contemporaneidade da revolução do big data. A gestão de dados abertos e os processos de seleção da informação apresentam-se como potencializadores do acesso ao conhecimento científico, o que pode gerar avanços para a pesquisa científica e para a sociedade. O aporte para a discussão do artigo centra-se na escola de pensamento democrático e na escola de pensamento da infraestrutura da ciência aberta e sua abordagem nos dados abertos de pesquisa (open data). Trata-se de uma pesquisa bibliográfica baseada em artigos de periódicos científicos sobre o big data, a ciência aberta e o relatório do acordo internacional sobre dados abertos produzido na Conferência Science International. Conclui-se que, apesar de muitas iniciativas de melhor proveito do big data, de organização e disponibilização dos dados abertos de pesquisa, ainda há um grande locus para avanço da ciência nesse contexto.


Palavras-chave


Ciência Aberta; Big data; Dados científicos abertos

Texto completo:

PDF

Referências


ALBAGLI, S.; CLÍNIO, A.; RAYCHTOCK, S. Ciência aberta: correntes interpretativas e tipos de ação. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 10, n. 2, p. 434-450, nov. 2014. Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3593. Acesso em: 10 fev. 2020.

BANKS, G. et al. Answers to 18 questions about open science practices. Journal of Business and Psychology, [S.l.], v. 34, n. 3, p. 257-270, 2019. Disponível em: https://link-springer-com.ez27.periodicos.capes.gov.br/article/10.1007/s10869-018-9547-8. Acesso em: 10 fev. 2020.

BOULTON, G. et al. Open data in a big data world: an international accord. Paris: ICSU-IAP-ISSC-TWAS, 2015. Disponível em: http://www.science-international.org/. Acesso em: 10 jan. 2020.

BRANDS, K. Big data and business intelligence for management accountants. Strategic Finance, Montvale, p. 56-58, June. 2014. Disponível em: https://sfmagazine.com/wp-content/uploads/sfarchive/2014/06/TECH-PRACTICES-Big-Data-and-Business-Intelligence-for-Management-Accountants.pdf. Acesso em: 10 fev. 2020.

DENG, F. What is “open”?: an economic analysis of open institutions. Munich Personal RePEc Archive nº 888. [s.l.], 2008. Disponível em: https://mpra.ub.uni-muenchen.de/8888/. Acesso em: 10 jan. 2020.

DUDZIAK, E. Dados de pesquisa agora devem ser armazenados e citados. [S.l.: s. n.], 2016. Disponível em: http://www.sibi.usp.br/?p=6189. Acesso em: 10 jan. 2020.

FECHER, B.; FRIESIKE, S. Open science: one term, five schools of thought. The RatSWD Working Papers, [S.l.], 30 maio 2013. Disponível em: https://ssrn.com/abstract=2272036 ou

FECHER, B.; FRIESIKE, S. Open science: one term, five schools of thought. In: BARTLING, S.; FRIESIKE, S. Opening science: the evolving guide on how the internet is changing research, collaboration and scholarly publishing. New York: Springer, 2014.

FERRINHO, P.; FORTUNATO, P. Gestão do conhecimento, meta-avaliação, políticas de saúde, big data e ciência aberta. Anais do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Lisboa, v. 15,, p. 5-6, 2016. Suplemento 2. DOI: https://doi.org/10.25761/anaisihmt.111. Disponível em: https://anaisihmt.com/index.php/ihmt/article/view/111/95. Acesso em: 20 jan. 2020.

FIORINI, P. C. et al. Management theory and big data literature: From a review to a research agenda. International Journal of Informational Management, Guildford, v. 43, p. 112-129, 2018.

GARCIA, M. Ciência, futuro em aberto. Ciência Hoje, Rio de janeiro, 1 out. 2014. Disponível em: http://cienciahoje.org.br/ciencia-futuro-em-aberto/. Acesso em: 22 jan. 2020.

GUTIERREZ, S. Data scientists at work. New York: Amazon Digital, 2014. 366p.

JIN, X. et al. Significance and challenges of big data research. Big Data Research, Paris, v. 2, p. 59-64, 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.bdr.2015.01.006. Acesso em: 10 jan. 2020.

MAGALHÃES, J.; HARTZ, Z.; MARTINS, M. R. O. Big data para a investigação em saúde e a Ciência Aberta: um contributo para a gestão do conhecimento. Anais do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Lisboa, v. 15, p. 75- 82, 2016. Suplemento 2.

MASHINGAIDZE, K.; BACKHOUSE, J. The relationships between definitions of big data, business intelligence and business analytics: a literature review. International Journal of Business Information Systems, Bakersfield, v. 26, n. 4, p. 488, 2017. Disponível em: https://dl.acm.org/doi/10.1504/IJBIS.2017.087749. Acesso em: 12 fev. 2020.

MIROWSKI, P. The future(s) of open science. Social Studies of Science, London, v. 48, n. 2, p. 171-203, 2018. DOI: 10.1177/0306312718772086.

NOSEK, B. A.; BAR-ANAN, Y. Scientific utopia: I. Opening scientific communication. Psychological Inquiry, [S.l.], v. 23, n. 3, p. 217-243, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/1047840X.2012.692215. Acesso em: 18 jan. 2020.

PONTIKA, N. et al. Open science taxonomy. Figshare. [S.l.: s. n.], 2015. Disponível em: https://dx.doi.org/10.6084/m9.figshare.1508606.v3. 10 jan. 2020.

PRÁ NETTO, A. S. D.l; MORO, E. P.; FERREIRA, F. F. Big Data e suas influências sobre a estratégia das empresas. Rio de Janeiro: UFRJ, [2015]. Disponível em: https://www.gta.ufrj.br/grad/15_1/bigdata/vs.html. Acesso em: 10 jan. 2020.

SANTOS, P. X. (Org.). Livro verde ciência aberta e dados abertos: mapeamento e análise de políticas, infraestruturas e estratégias em perspectiva nacional e internacional. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2017. 140 p. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/24117. Acesso em: 10 fev. 2020.

SAYÃO, L. F.; SALES, L. F. Guia de gestão de dados de pesquisa para bibliotecários e pesquisadores. Rio de Janeiro: CNEN/IEN, 2015. Disponível em: http://www.cnen.gov.br/images/CIN/PDFs/GUIA_DE_DADOS_DE_PESQUISA.pdf. Acesso em: 22 jan. 2020.

SILVA, P. F. P. As políticas de open data em Portugal: análise da sua implementação e impacto. 2017. 138p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade de Coimbra, Coimbra, 2017. Disponível em: https://estudogeral.sib.uc.pt/handle/10316/47025. Acesso em: 10 jan. 2020.

THE INTERNET IN REAL TIME. 2020. Disponível em: https://www.betfy.co.uk/internet-realtime/. Acesso em: 17 fev. 2020.

VICENTE-SAEZ, R.; MARTINEZ-FUENTES, C. Open science now: a systematic literature review for an integrated definition. Journal of Business Research, Athens, v. 88, p. 428–436, July, 2018. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0148296317305441. Acesso em: 20 jan. 2020.

XAVIER, P. A Fiocruz frente ao desafio da ciência aberta em prol do Desenvolvimento e da Saúde Pública. Scielo em Perspectiva, [S.l.], maio 2018. Disponível em: https://blog.scielo.org/blog/2018/05/21/a-fiocruz-frente-ao-desafio-da-ciencia-aberta-em-prol-do-desenvolvimento-e-da-saude-publica/#.XRJ-otJKjIU. Acesso em: 26 jan. 2020.




DOI: https://doi.org/10.14295/biblos.v33i2.9648

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PROPESQ PROPESQ  PROPESQ  PROPESQ PROPESQ  PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ