A função arquivística de avaliação documental no software livre de gestão documental Nuxeo

Sérgio Renato Lampert, Daniel Flores

Resumo


Apresenta o estudo do Software Livre de Gestão Documental Nuxeo frente à implementação da função arquivística de avaliação documental. A análise da ferramenta possibilitou verificar o procedimento de instalação, apontando dificuldades e barreiras para os profissionais da informação que desejam instalar a solução. Considerando os pressupostos teóricos acerca da avaliação documental, buscou-se analisar a empregabilidade desta, na ferramenta, a fim de validar a aplicação da teoria das três idades. O exame das funcionalidades do Nuxeo permitiu identificar que o software não aplica de modo automatizado a função de avaliação documental. Apesar de não ser uma solução arquivística, conclui-se que o Nuxeo pode ser utilizado para a gestão de documentos digitais, uma vez que apresenta em sua estrutura metadados para avaliação documental. A análise de softwares de gestão documental, sob o viés arquivístico, possibilita aproximar o arquivista das Tecnologias da Informação e garantir o acesso futuro às informações em meio digital.

Palavras-chave


Nuxeo; Avaliação de documentos; Gestão eletrônica de documentos

Texto completo:

PDF

Referências


ARQUIVO NACIONAL (BRASIL). Conselho Nacional de Arquivos. Classificação, temporalidade e destinação de documentos de arquivo; relativos as atividades-meio da administração pública. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001.

BRASIL. Lei n. 8.1589, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Presidência da República Federativa do Brasil. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2012.

CAMPOS, M. L.; ROCHA, A. F. Data Warehouse. In: XVI JORNADA DE ATUALIZAÇÃO EM INFORMÁTICA, 16. 1997, Brasília. Anais.... Brasília: UnB, 1997.

CAVALCANTE, L. E.; MAKHLOUF, B. Avaliação arquivística: bases teóricas, estratégias de aplicação e instrumentação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 23, n. 26, 2 sem. 2008. Disponível em: . Acesso em: 07 set. 2012.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS (Brasil). e-ARQ Brasil: modelo de requisitos para sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos. Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2011.

___________________. Glossário. Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2010. Disponível em: . Acesso em: 03 dez. 2012.

COUTURE, C.; MARTINEAU, J.; DUCHARME, D. A formação e a pesquisa em arquivística no mundo contemporâneo. Brasília: Finatec, 1999.

CRUZ MUNDET, J. R. Manual de arquivística. 2ª ed. Madri, Espanha: Fundação Germán Sánchez Ruipérez, 1996.

FLORES, D. A gestão eletrônica de documentos (GED) e o impacto das políticas de software livre: uma perspectiva transdisciplinar, comparada nos arquivos do Brasil e Espanha. 2006. 477 f. Tese (Doutorado em Metodologías y Líneas de Investigación em Biblioteconomía y Documentación) – Universidad de Salamanca/Espanha, 2006.

FREE SOFTWARE FOUNDATION. O que é Software Livre? [S.l.]: 2011. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2011.

IKEMATU, R. S. Gestão de Metadados: sua evolução na tecnologia da informação. DataGramaZero – Revista de Ciência da Informação, [S.l.], v. 2, n.6, dez 2001. Disponível em: . Acesso em: 30 dez. 2011.

INDOLFO, A. C. O uso de normas arquivísticas no estado brasileiro: uma análise do Poder Executivo Federal. 2008. 177 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2008.

JARDIM, J. M. O conceito e a prática de gestão de documentos. Revista do Arquivo Nacional, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 35-42, jul./dez. 1987. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2011.

KOCH, W. W. Gerenciamento Eletrônico de Documentos: conceitos, tecnologias e considerações gerais. 2 ed. São Paulo: CENADEM, 1998.

LAMPERT, S. R. O software Nuxeo frente à implementação das funções arquivísticas de produção, classificação e avaliação de documentos. 2011. 97 f. Monografia (Especialização em Gestão em Arquivos) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.

LOPES, L. C. A informação e os arquivos: teorias e práticas. Niterói/São Carlos: EdUFF et EDUFSCar, 1996.

___________________. A gestão da informação: as organizações, os arquivos e a informática aplicada. Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, 1997.

LOPES, L. F. D.; MONTE, A. C. A qualidade dos suportes no armazenamento de informações. Florianópolis: VisualBooks, 2004.

LUCCA, G. Plonarq: gerenciamento eletrônico de documentos arquivísticos baseado em software livre. 2007. 77 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.

PAES, M. L. Arquivo: teoria e prática. 5ª reimp. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

PROJETO GNU. Filosofia do Projeto GNU. [S.l.]: 2011. Disponível em: . Acesso em: 06 abr. 2012.

RONDINELLI, R. C. Gerenciamento arquivístico de documentos eletrônicos. 2 ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

ROUSSEAU, J. Y.; COUTURE, C. Os fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa, Portugal: Dom Quixote, 1998.

SANTOS, V. B. dos (Org.). A prática arquivística em tempos de gestão do conhecimento. In:. INARELLI, H. C.; SOUSA, R. T. B. Arquivística: temas contemporâneos: classificação, preservação digital, gestão do conhecimento. 2 ed. Distrito Federal: SENAC, 2008.

SCHELLENBERG, T. R. Arquivos Modernos: princípios e técnicas. 5 ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PROPESQ PROPESQ PROPESQ   PROPESQ   PROPESQPROPESQ             PROPESQ

 

 

PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ