A aquisição da liberdade em Alegrete (1832-1886): as relações sociais praticadas entre senhores e escravos no contexto de trabalho na pecuária

Márcio Jesus Ferreira Sônego

Resumo


Este artigo apresenta algumas considerações de um estudo sobre as cartas de alforria na cidade de Alegrete, no período de 1832 a 1886, mostrando a concessão de liberdade através de pecúlios pagos pelos escravos, mais precisamente com reses. Assim, o objetivo é tentar entender os arranjos cotidianos a as relações sociais praticadas entre senhores e escravos, no contexto de trabalho na pecuária em Alegrete no século XIX. Nestes termos, o intuito é compreender como se constituía a política de domínio senhorial no controle de escravos e quais as possibilidades de ação e participação dos cativos no processo de manumissão e na busca da liberdade.

Palavras-chave


Escravos; liberdade; pecuária

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PROPESQ PROPESQ PROPESQ   PROPESQ   PROPESQPROPESQ             PROPESQ

 

 

PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ PROPESQ