BIBLIOTECA ESCOLAR NO CONTEXTO DAS REFORMAS LIBERAIS DO FINAL DO SÉCULO XIX E INÍCIO DO SECULO XX: ANÁLISES A PARTIR DO CONCEITO DE REGIME DE INFORMAÇÃO

Autores

  • Debora Santos de Oliveira Universidade de Salamanca
  • Elisabete Gonçalves de Souza Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.14295/biblos.v35i1.12107

Palavras-chave:

Biblioteca Escolar, Escola Nova, Regime de Informação.

Resumo

Traz dados históricos sobre a biblioteca escolar no Brasil, com destaque para sua inserção nas reformas educacionais de corte liberal ocorridas no país em meados do século XIX e início do século XX. Enfatiza os anos de 1920-30 e o movimento da Escola Nova, período em que a biblioteca escolar é mencionada pela primeira vez nas políticas públicas para a educação. Busca a partir do conceito de regime de informação, identificar os fenômenos sociais em ascensão e a relação com a educação. Aponta a criação do Instituto Nacional do Livro (INL) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) como instituições estratégicas para o fomento de projetos e políticas voltadas para a escola, os livros e as bibliotecas, com vista consolidar no campo cultural e educacional, o novo regime de informação posto em curso durante o primeiro governo Vargas. Caracteriza a pesquisa como exploratória, ao estabelecer o levantamento e análise bibliográfica e documental como caminhos para esclarecimento da investigação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Debora Santos de Oliveira, Universidade de Salamanca

Mestre em Ciência da Informação e Doutoranda en "Knowledge Society" pela Universidad de Salamanca.

Elisabete Gonçalves de Souza, Universidade Federal Fluminense

Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense.

Referências

ARRUDA, Maria Aparecida (Org). História da educação. Belo Horizonte: Autêntica, 1989.

AZEVEDO, Fernando. A Reconstrução educacional no Brasil: ao povo e ao governo. Manifesto dos pioneiros da educação nova. São Paulo: Nacional, 1932. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me4707.pdf Acesso em: jun de 2020.

BRASIL. Decreto-lei nº 93, de 21 de dezembro de 1937. Cria o Instituto Nacional do Livro [texto on line]. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1930-1939/decreto-lei-93-21-dezembro-1937-350842-publicacaooriginal-1-pe.html Acesso em: jun. 2020.

BRASIL. Decreto-lei nº 580, de 30 de julho de 1938. Dispõe sobre a organização do Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos [texto on line]. Disponível em:

http://download.inep.gov.br/acesso_a_informacao/base_juridica/decreto_lei_n580_30071938_instalacao_inep.pdf / Acesso em jun. 2020.

CENTRO DE PESQUISA E DOCUMENTAÇÃO DE HISTÓRIA CONTEMPORÂNEA DO BRASIL. Anos 20: questão social e reformas educacionais. Rio de Janeiro: CPDOC/FGV, 2018. Disponível em: https://cpdoc.fgv.br/producao/dossies/AEraVargas1/anos20/QuestaoSocial/ReformasEducacionais Acesso em: abril 2019.

DUARTE, Marisa R. Teixeira; SANTOS, Maria Rosimary S. dos. Sistema Nacional de Educação e Planejamento no Brasil. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro , v. 22, n. 71, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782017000400225&lng=en&nrm=iso Acesso em 29 Jun. 2020.

EGGERT-STEINDEL, Gisela e FONSECA, Caio Faria. A biblioteca escolar: participante da promoção da justiça e êxito escolar. In: VALLE, Iione Ribeiro; SILVA, Vera Lucia Gaspar da; DAROS, Maria das Dores Daros (Org.). Florinópolis: Ed. UFSC, 2010.

FERREIRA, Márcia dos Santos. Centros de Pesquisas do INEP: pesquisa e política educacional entre as décadas de 1950 e 1970. 2006. 315 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2006.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, Nélida. Novos cenários políticos para a informação. Ciência e Informação, Brasília, v. 31, n. 1, p. 27-40, jan./abr. 2002. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ci/v31n1/a04v31n1.pdf Acesso em 09 de set. 2020.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, Maria Nélida; CHICANEL, Marize. As mudanças de regimes de informação e as variações tecnológicas. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 9., 2008, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 2008.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, Maria Nélida. Regime de Informação: construção de um conceito. Inf. & Soc.: Est., João Pessoa, v.22, n.3, p. 4360, set./dez.2012.

GUGLIOTTA, A. Da informação técnico-administrativa à científico-tecnológica: a influência do regime de informação estadocêntrico na formação do Instituto Brasileiro de Bibliografia e Documentação (IBBD). Niterói, 2019. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.

LATOUR, Bruno. Redes que a razão desconhece: laboratórios, bibliotecas, coleções. In: BARATIN, Marc; JACOB, Christian (org). O poder das bibliotecas: a memória dos livros no ocidente. Rio de Janeiro: UFRJ, 2000. p. 21-44.

LEITÃO, Bárbara Júlia Menezello. A relação entre as bibliotecas públicas, bibliotecários e a censura na Era Vargas e Regime Militar: uma reflexão. Tese (doutorado em Ciência da Comunicação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

LEMOS, Antônio Agenor Briquet de. Bibliotecas. In: CAMPELLO, Bernadete Santos; CALDEIRA, Paulo da Terra Caldeira (Org.). Introdução às fontes de informação. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

LOURENÇO FILHO, M. B. O ensino e a biblioteca. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1946. 1a Conferência da Série “A educação e a biblioteca”, pronunciada na Biblioteca do DASP, em 05/07/1944.

MACHADO, Maria Cristina Gomes. O decreto de Leôncio de Carvalho e os Pareceres de Rui Barbosa em debate: a criação da escola para o povo no Brasil no século XIX. In: STEPHANOU, Maria; BASTOS, Maria Helena Camara. Histórias e memórias da educação no Brasil. Petrópolis, RJ: Vozes, v. 2, p. 91-103, 2011.

MARTINS, Marcus Vinicius Rodrigues. A biblioteca escolar no processo de escolarização da leitura no contexto do movimento Escola Nova: 1920-1940. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. Verbete Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. In: DICIONÁRIO INTERATIVO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: http://www.educabrasil.com.br/manifesto-dos-pioneiros-da-educacao-nova/ Acesso em: abr. 2019.

NUNES, C. Historiografia comparada da escola nova: algumas questões. Rev. Fac. Educ., São Paulo, v. 24, n. 1, p. 105-125, jan. 1998. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-25551998000100008 Acesso em: set. 2020.

OLIVEIRA, Debora S. de. Biblioteca escolar e regime de informação: a lei n. º 12.244/2010 e a produção intelectual de pesquisadores e bibliotecários. 2019. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.

RIBEIRO, Maria Luisa Santos. História da educação brasileira: a organização escolar. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 1998.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da Educação no Brasil. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

ROTHEN, José Carlos O Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos: uma leitura da RBEP. R. bras. Est. pedag., Brasília, v. 86, n. 212, p. 189-224, jan./abr. 2005.

SCHUELER, Alessandra Frota Martinez de; MAGALDI, Ana Maria Bandeira de Mello. Educação escolar na primeira república: memória, história e perspectivas de pesquisa. Tempo [online]. Niterói, vol.13, n.26, pp.32-55, 2009.

SOUZA. Elisabete G. de. Relação trabalho-educação e questão social no Brasil: uma leitura do pensamento pedagógico da Confederação Nacional da Indústria - CNI (1930-2000). 2012. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação.

TANURI, Leonor Maria. História da formação de professores. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 14, p. 61-88, maio/ago. 2000.

TAVARES, Mariana Rodrigues. Editando a nação e escrevendo sua história: o Instituto Nacional do Livro e as disputas editoriais entre 1937-1991. Aedos, Porto Alegre, n°15, v.6, p.164-180, jul./dez. 2014.

TEIXEIRA, Anísio. O humanismo técnico. Boletim CBAI. Rio de Janeiro, v.8, n.2, p. 1186-1187, 1954

VÁLIO, Else Benetti Marques. Biblioteca escolar: uma visão histórica. Transinformação, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 15-24, jan./abr.1990.

Downloads

Publicado

2021-07-27

Como Citar

Oliveira, D. S. de, & Souza, E. G. de. (2021). BIBLIOTECA ESCOLAR NO CONTEXTO DAS REFORMAS LIBERAIS DO FINAL DO SÉCULO XIX E INÍCIO DO SECULO XX: ANÁLISES A PARTIR DO CONCEITO DE REGIME DE INFORMAÇÃO. BIBLOS, 35(1). https://doi.org/10.14295/biblos.v35i1.12107

Edição

Seção

Artigos