ESTRATÉGIAS, MODELOS E PLATAFORMAS ON-LINE DE ARMAZENAMENTO PARA ARQUIVOS AUDIOVISUAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/biblos.v34i2.11636

Palavras-chave:

Arquivo audiovisual. Tecnologias da informação. Plataforma digital.

Resumo

Pretende-se apresentar as estratégias de armazenamento e salvaguarda os arquivos audiovisuais, a partir de modelos e plataformas online utilizados por instituições brasileiras. Como forma de propiciar a visualização dos formatos que podem ser apropriados por outras instituições, que possuem arquivos audiovisuais em seu acervo. Dessa forma, tem como objetivos secundários: a) explicitar os ambientes digitais de informação enquanto novos lugares de memória, sobretudo para o audiovisual e b) identificar as características próprias de cada modelo e plataforma digitais. O quadro metodológico perpassa uma abordagem qualitativa com estratégia de estudo exploratório, visualizando as plataformas utilizadas por diferentes instituições. Conclui-se que os ambientes digitais possuem diferentes recursos e plataformas, que podem ser utilizados para a preservação e potencialização do acesso e uso online do arquivo audiovisual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Eduardo Silva Lins Cajazeira, UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI

PROFESSOR ASSOCIADO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI, CE. 

POS-DOUTOR EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO - UBI/PORTUGAL.

DOUTOR EM COMUNICAÇÃO E SEMIOTICA - PUC DE SÃO PAULO.

MESTRADO EM COMUNICAÇÃO E LINGUAGENS - UTP/PR

BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO - PUC DO PARANÁ. 

PROFESSOR PERMANENTE DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA

José Jullian Gomes Souza, UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI - UFCA

MESTRE EM BIBLIOTECONOMIA PELO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI - UFCA.

ESPECIALISTA EM LETRAS - FJN/CE

BACHAREL EM COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ. UFC/CE.

Referências

ASSOCIAÇÃO DOS ARQUIVISTAS HOLANDESES. Manual de arranjo e descrição de arquivos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1973.

BARBOSA, Suzana. O que é jornalismo digital em base de dados. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO, 15., 2006, Bauru, SP. Anais […]. Bauru, SP: UNESP, 2006.

BEZERRA, Laura; SANTOS, Joanderson da Silva. Diversidade cultural e a preservação de acervos audiovisuais do eixo sul. RELACult, Foz do Iguaçu, V. 5, mai., p. 1-16, 2019. Disponível em: http://periodicos.claec.org/index.php/relacult/article/download/1464/956. Acesso em: 11 jun. 2020.

CAJAZEIRA, Paulo Eduardo Silva Lins; SOUZA, José Jullian Gomes de. Acervo audiovisual e virtualização: as potencialidades da tecnologia digital para a preservação da memória. Rizoma, Santa Cruz do Sul, v. 7, n. 1, p. 129, junho, 2019. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/rizoma/article/view/12823/8278. Acesso em: 19 ago. 2019.

CAJAZEIRA, Paulo Eduardo Silva Lins; SOUZA, José Jullian Gomes de. A memória virtualizada do arquivo audiovisual jornalístico. In:

ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 20., 2019b, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: UFSC, 2019.

Disponível em: https://conferencias.ufsc.br/index.php/enancib/2019/paper/view/474. Acesso em: 12 abr. 2020.

CAJAZEIRA, Paulo Eduardo Silva Lins; SOUZA, José Jullian Gomes de. O arquivamento e a disponibilização dos produtos audiovisuais do Curso de Jornalismo da Universidade Federal do Cariri. Revista Folha de Rosto, Juazeiro do Norte, v. 6, n. 1, p. 39-49, jan./abr., 2019. Disponível em: https://periodicos.ufca.edu.br/ojs/index.php/folhaderosto/article/view/429. Acesso em: 12 jun. 2020.

COLOMBO, Fausto. Arquivos imperfeitos. São Paulo: Perspectiva, 1991.

DERRIDA, Jacques. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

EDMONDSON, Ray. Arquivística audiovisual: filosofia e princípios. Brasília: UNESCO, 2017.

EDMONDSON, Ray. Uma filosofia dos arquivos audiovisuais. Paris: UNESCO, 1998.

FOUCAULT, Michel. A Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

GÁRCIA, José Carlos; FADEL, Bárbara. Estratégias de preservação digital. In: VALENTIM, Marta. (Org.). Gestão, mediação e uso da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo. Métodos de pesquisa.

Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica

– Porto Alegre: Editora UFRGS, 2009.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

INNARELLI, Humberto Celeste. Preservação digital: a influência da gestão dos documentos digitais na preservação da informação e da cultura. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 8, n. 2, p.72-87, jan./jun. 2011. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/%20rdbci/article/view/1934. Acesso em: 15 abr. 2018.

MACHADO, Elias. O jornalismo digital em base de dados. Florianópolis: Calandra, 2006.

MALDONADO, Tomás. Memoria y conocimiento: sobre los destinos del saber en la perspectiva digital. Barcelona: Gedisa Editorial, 2007.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Revista Projeto História, São Paulo, v. 10, jul./dez., 1993. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/revph/article/view/12101/8763. Acesso em: 9 abr. 2020.

OLIVEIRA, Lais Pereira de. ROCHA, Thalia Pinho. Organização de acervos audiovisuais em estúdios de TV. Revista Ibero-Americana de Ciência Da Informação, Brasília, v. 12, n. 3, p. 744-764, 2019. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/RICI/article/view/21480. Acesso em: 11 jun. 2020.

PALACIOS, Marcos. Jornalismo, memória e história na era digital. In: CANAVILHAS, João. (Org.). Webjornalismo: 7 caraterísticas que marcam a diferença. Covilhã, Portugal: UBI/ LabCom, Livros LabCom, 2014.

PIRES, José Miguel Eira. A Importância e Utilidade dos Arquivos Audiovisuais. 2011. 62f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação, Universidade do Minho, Braga, 2011. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/18037/1/Tese%20de%20Mestrado.pd. Acesso em: 29 set. 2019.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart; BARBOSA, Marialva. Memória, relatos autobiográficos e identidade institucional. Comunicação & Sociedade, v. 47, p. 99-114, 2007.

RICOEUR, Paul. A Memória, a história, o esquecimento. Campinas: Unicamp, 2007.

ROSARIO, Eduardo Augusto de Souza Barreto. Documentos audiovisuais em emissoras de televisão: estudo sobre a gestão do acervo da TV Brasil. 2019. 65 f. Monografia (Graduação) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Escola de Arquivologia, Curso de arquivologia, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.

SMIT, Johanna Wilhelmina. Análise documentária: a análise da síntese. Brasília: IBICT, 1987.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Cajazeira, P. E. S. L., & Souza, J. J. G. (2020). ESTRATÉGIAS, MODELOS E PLATAFORMAS ON-LINE DE ARMAZENAMENTO PARA ARQUIVOS AUDIOVISUAIS. BIBLOS, 34(2). https://doi.org/10.14295/biblos.v34i2.11636