POTENCIALIDADE DAS REDES SOCIAIS E DE RECURSOS IMAGÉTICOS PARA A DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS DA ÁREA DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/biblos.v34i1.11241

Palavras-chave:

Comunicação científica, Divulgação científica, Periódicos científicos, Redes sociais e recursos imagéticos, Ciência da Informação.

Resumo

Diante das mudanças no processo de comunicação científica provocadas pela internet, a ampliação do acesso ao conhecimento científico vem sendo mais demandado pela sociedade. Assim, buscou-se revelar dados sobre o uso de dois recursos de informação na divulgação científica por periódicos científicos da Ciência da Informação: as redes sociais e as imagens para identificar formas de comunicação com a sociedade. Foi realizado um estudo documental em websites de 14 periódicos científicos da Ciência da Informação. Constatou-se o uso de redes sociais como estratégia de divulgação científica, embora possa se destacar que os periódicos poderiam utilizar mais recursos midiáticos e imagéticos para aumentar a visibilidade das pesquisas divulgadas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Célia da Consolação DIAS, ECI/UFMG

Professora do Departamento de Organização e Tratamento da Informação da Escola de Ciência da Informação da UFMG

Rafael Gonçalves Dias, Universidade Federal de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento da Escola de Ciência da Informação

Graduado em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Doutorando e Mestre em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão e Organização do Conhecimento (PPGGOC)/UFMG.

Jorge -- Santa Anna, Programa de Pós-Graduação em Gestão & Organização do Conhecimento da UFMG

Graduado em Biblioteconomia. Mestre e doutorando em Gestão e Organização do Conhecimento, Programa de Pós-Graduaqção em Gestão & Organização do Conhecimento da UFMG

Referências

ARAÚJO, Ronaldo Ferreira de. O impacto das mídias sociais para revistas científicas da área da saúde. Acta Paulista, São Paulo, v. 32, n. 1, 2019.

ARAÚJO, Ronaldo Ferreira de. Marketing científico digital e métricas alternativas para periódicos: da visibilidade ao engajamento. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 20, n. 3, jul./set. 2015.

ARAÚJO, Ronaldo Ferreira de. Marketing científico e métricas alternativas sociais: indicadores-chave de desempenho de periódicos no Facebook. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 28, n. 1, p. 7-22, jan./abr. 2018.

AZEVEDO, Ana Karisse Valença Silva et al. O uso de mídias sociais como marketing digital por revistas científicas eletrônicas da área de Ciências Sociais Aplicadas. In: ENCONTRO DE USUÁRIOS DE SISTEMAS, 1., São Paulo. Anais [...]. São Paulo: SIB/USP, 2017. p. 1-11.

BARCELLOS, Christovam. Uso de imagens nos artigos científicos: visualizar, reter, divulgar, aprender. RECIIS: Revista Eletrônica de Comunicação e Informação, Inovação em Saúde, v. 9, n. 1, jan./mar. 2015.

BELZ, Carlos Eduardo. A fotografia como ferramenta de ensino e de divulgação científica. Revista de Fotografia Ambiental, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, out. 2017.

BOMFÁ, Cláudia Regina Ziliotto; CASTRO, João Ernesto. Desenvolvimento de revistas científicas em mídia digital: o caso da Revista Produção Online. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 2, maio/ago. 2004.

BUENO, Wilson Costa. Comunicação científica e divulgação científica: aproximações e rupturas conceituais. Informação & Informação, Londrina, v. 15, p. 1-12, 2010.

CABRÉ, Maria Teresa. La terminología hoy: concepciones, tendencias y aplicaciones. Ciência da Informação, Brasília, v. 24, n. 3, 1995.

CARIBÉ, Rita de Cássia do Vale. Comunicação científica: reflexões sobre o conceito. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 25, n. 3, p. 89-104, set./dez. 2015.

COSTA, Luciana Ferreira da et al. O uso de mídias sociais por revistas científicas da área da Ciência da Informação para ações de marketing digital.Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 21, n. 2, p. 338-358, abr./ jul. 2016.

FONSECA JÚNIOR, Wilson Corrêa da; PENTEADO FILHO, Roberto de Camargo; AVILA, Antonio Flavio Dias; COSTA, Claudio Cardoso. A avaliação biblioemétrica de instituições de pesquisa para além da comunicação científica: o caso Embrapa. BiD: textos universitaris de biblioteconomia i documentació, n. 43, dez. 2019.

FRIGERI, Monica. SciELLO: 15 anos de parceria com os periódicos científicos. Ciência e Cultura, v. 66, n. 1, 2014.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

GODEIRO, Rebeka Maria de Carvalho Santos; SERAFIM, Andreza Nadja Freitas. Instrumentos de colaboração e produção de conhecimento, que recomenda, qualifica e dissemina a informação no âmbito da web. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 25., Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: FEBAB, 2013. p. 1-12.

JUSTI, João Eduardo. Divulgação científica a partir do campo Ciência, Tecnologia e Sociedade: investigação da prática em centros brasileiros de excelência em pesquisa. 2019. 372f. Tese (Doutorado em Ciência, Tecnologia e Sociedade) - Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019.

KURAMOTO, Hélio. Informação científica: proposta de um novo modelo para o Brasil. Ciência da Informação, Brasília, v. 35, n. 2, jul./dez. 2006.

LE COADIC, Yves-François. A ciência da informação. 2 ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2004.

LOPES, Bianca da Costa Maia. Popularizar ou perecer: a potencialidade informacional dos arquivos na internet. 2018. 147f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

MONERAT, Carlos Alberto Andrade; ROCHA, Marcelo Borges. Como as revistas de divulgação científica utilizam os recursos imagéticos em textos sobre Biologia Celular. Acta Scientiae, Canoas, v. 19, n. 6,nov./dez. 2017.

MURIEL-TORRADO, Enrique; GONÇALVES, Marcio. Youtube nas bibliotecas universitárias brasileiras: quem, como e para o que é utilizado. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, v. 13, n. 1, 2018.

PRÍNCIPE, Eloisa. Redes sociais e a comunicação científica. In: ALBAGLI, Sarita (Org.). Fronteiras da ciência da informação. Brasília: IBICT, 2013.

RIBEIRO, Sara Dieny Chaves; SILVA, Merielem Frasson da. Uso da rede social Instagram como ferramenta de marketing da informação em Biblioteca Pública Especializada. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 28., Vitória. Anais [...]. Vitória: FEBAB, 2019. p. 1-5.

SANTANA JÚNIOR, Célio Andrade et al. A disseminação da informação no Twitter: uma análise exploratória do fluxo informacional de retweets. AtoZ, Curitiba, v. 3, n. 1, 2014.

SHIMIZU, Heitor. Uso das mídias sociais na ciência. Agência FAPESP, São Paulo, fev. 2013.

SOUZA, Uarlens de Jesus et al. O uso das redes sociais pelos periódicos brasileiros de Biblioteconomia e Ciência da Informação.Revista ACB, Florianópolis, n. 20, n. 3, p. 584-591, set./dez. 2015.

TARGINO, Maria das Graças; TORRES, Názia Holanda. Comunicação Científica Além da Ciência. Ação Midiática: Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, [S.l.], jul. 2014.

VICENTE, Natalí Ilza; CORRÊA, Elisa Cristina Delfini; SENA, Tito. A divulgação científica em redes sociais na internet: proposta de metodologia de análise netnográfica. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 16., João Pessoa. Anais [...]. João Pessoa: ANCIB, 2015. p. 1-20.

ZUTIM, Sueli. Notícia virtual: um olhar sobre a linguagem imagética. 2009. 105f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação e Educação) - Instituto de Biociência, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2009.

Downloads

Publicado

2020-09-15

Como Citar

DIAS, C. da C., Dias, R. G., & Santa Anna, J. .-.-. (2020). POTENCIALIDADE DAS REDES SOCIAIS E DE RECURSOS IMAGÉTICOS PARA A DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS DA ÁREA DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO. BIBLOS, 34(1), 109–126. https://doi.org/10.14295/biblos.v34i1.11241

Edição

Seção

Artigos