CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E DESIGN DE INTERAÇÃO: as interlocuções das duas áreas em projetos de bibliotecas digitais.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14295/biblos.v34i1.11107

Palavras-chave:

Ciência da Informação, Design de Interação, Bibliotecas Digitais, Interação, Usuário da informação

Resumo

A resolução de problemas complexos da atual sociedade da informação exige uma abordagem multidisciplinar e atitude de colaboração entre áreas do conhecimento. O projeto de biblioteca digital é um destes problemas complexos, uma vez que combina aspectos tecnológicos, estruturais, de organização da informação e também de design. Partindo do pressuposto de interlocução entre a Ciência da Informação e do Design de Interação, este estudo visa responder a seguinte questão: “Que interlocuções e elos existem entre as duas áreas?” e "Que contribuições esta interlocução apresenta para projetos de bibliotecas digitais? A partir de uma pesquisa bibliográfica foram levantados possíveis elos e posteriormente criado um mapa conceitual a fim de descrever qualitativamente e identificar as relações e interlocuções que se estabelecem entre as duas áreas em projetos de bibliotecas digitais. Conclui-se que a interlocução acontece em duas dimensões principais: (1) dimensão histórica, uma vez que as áreas compartilham das influências histórias que as originaram e (2) dimensão de projeto: o projeto de biblioteca digital envolve conhecimentos tanto do ponto de vista de organização e representação da informação, questões centrais da CI, quando a necessidade de compreender as necessidades de usuários para projetar melhores interfaces e interações entre sistemas  e pessoas (questão central do design). Outros elos também são discutidos, como os estudos com usuários, a interação humano-computador, a cognição, a usabilidade e design centrado no usuário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karine Coutinho Drumond, Universidade Federal de Minas Gerais

Designer, especialista em Design de Interação. Mestranda da Ciência da Informação, UFMG. Brasil.

Célia da Consolação Dias, Universidade Federal de Minas Gerais

Dra. Célia da Consolação Dias
Professora Adjunta do Departamento de Organização e Tratamento da Informação
Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Gestão & Organização do Conhecimento - PPG-GOC Escola de Ciência da Informação
Universidade Federal de Minas Gerais - Brasil

Referências

ARMS, W. Digital Libraries. Cambridge, MA: MIT Press, 2000.

BORGMAN, Christine L. What are digital libraries ? Competing visions. v. 4573, n. 98, 1999.

BREIVIK, P. S.; GEE, E. G. Information literacy: revolution in the library. New York: Collier Macmillan, 1989.

BREIVIK, P. S.; GEE, E. G. Information literacy: revolution in the library. New York: Collier Macmillan, 1989.

BUSH, V. As we may think. Atlantic Monthly, 176(1), 1945. P. 101–108,

CHOWDHURY, Gobinda G; CHOWDHURY, Sudatta. Introduction to digital libraries. 2º. ed. London: Publishing, Facet, 2003.

CUNHA, Murilo Bastos; AMARAL, Sueli Angelica do; DANTAS, Edmundo Brandão. Manual de estudos de usuários da informação. São Paulo: Atlas, 2015.

DUMAS, J. The great leap forward: The birth of the usability profession (1988-1993). Journal of Usability Studies; 2(2), 2007. P. 54-60

FALLMAN, Daniel. Design-oriented human-computer interaction. Proceedings of the conference on Human factors in computing systems - CHI ’03, n. February, p. 225, 2003. Disponível em: <http://portal.acm.org/citation.cfm?doid=642611.642652>.

GASQUE, Kelley C.; COSTA, Sely M. Evolução teórico-metodológica dos estudos de comportamento informacional de usuários. Ciência da Informação, v. 39, n. 1, jan./abr. 2010. p. 21-32.

GLADNEY, Henry M. et al. Digital library: gross structure and requirements: report from a March 1994 Workshop, San Antonio, mar, 1994. Disponível em: <http://www.csdl.tamu.edu/DL94/paper/fox.html>. Acesso em: 20 nov. 2019.

GRUDIN, J. A Moving Target: The Evolution of HCI. In: Jacko, J., Ed., The Human-Computer Interaction Handbook, 3rd Edition, Taylor & Francis, New York, 2011.

LIPETZ, Ben-Ami. Information needs and use. Annual Review of Information Science and Technology, v. 5, 1970. p. 3-32,

MARCHIONINI, G. Information seeking in eletronic environments. Cambrigde: University Press, 1995.

MARQUES, Eugênia Vale. Introdução aos sistemas de hipertexto. Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG, Belo Horizonte, v. 24, n. 1, jan./jun, 1995. p. 85-111

POPPER, K.R. Conjectures and refutations (5th ed.). London: Rutledge, 1989.

PREECE, Jennifer; ROGERS, Yvonne; SHARP, Helen. Design de Interação: Além da Interação Homem-Computador. Porto Alegre: Bookman, 2005.

SAFFER, D. Designing for Interaction: Creating Innovative Applications and Devices. Berkeley, CA: New Riders Publishing, 2010.

SARACEVIC, T. Information Science: origin, evolution and relations. In: Conceptions of Library and information science. Historical, empirical and theoretical perspectives. Edited by Pertti Vakkari & Blaise Cronin. London: Taylor Graham, 1992. pp. 5-27

SARACEVIC, T. Information Science. JASIS. 50(12), 1999. P. 1051-1068

WINOGRAD, Terry. Bringing Design to Software. ACM Press, 1996.

Downloads

Publicado

2020-09-15

Como Citar

Drumond, K. C., & Dias, C. da C. (2020). CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO E DESIGN DE INTERAÇÃO: as interlocuções das duas áreas em projetos de bibliotecas digitais. BIBLOS, 34(1), 200–213. https://doi.org/10.14295/biblos.v34i1.11107

Edição

Seção

Artigos