Estudo da interação e dos danos causados pelo hidrogênio aos metais

Adilar Gonçalves dos Santos Junior, Luciano Volcanoglo Biehl

Resumo


Dentre os vários tipos de degradações as quais os metais estão propensos, a interação com o hidrogênio é uma das menos esclarecidas e que vem ganhando importância devido à descoberta de novas reservas de petróleo e da possibilidade de utilização do hidrogênio como combustível. O objetivo principal deste estudo foi de ampliar o conhecimento da interação do hidrogênio com os metais e ligas. Iniciou-se pela descrição do mecanismo físico-químico, o qual geralmente engloba quatro etapas: adsorção física, adsorção química, penetração e difusão. Apontou-se o fato de que apenas o hidrogênio atômico é capaz de se difundir no metal sólido. Foram descritas algumas características qualitativas (como sítios aprisionadores) e quantitativas (como difusividade e solubilidade) do hidrogênio no metal. Na segunda parte do trabalho foi estudado o dano resultante da interação, desde suas teorias até a proposição de uma classificação, bem como a descrição das diferentes formas de dano, que incluem empolamento, fragilização, ataque por hidrogênio, defeitos provenientes da fabricação e formação de hidretos A pesquisa constatou-se a importância do assunto, confirmando que este é um campo de estudos vasto e não totalmente compreendido, o qual representa um grande desafio científico e tecnológico.

Palavras-chave


Interação hidrogênio-metal; fragilização por hidrogênio; hidrogênio nos metais e ligas; dano causado por hidrogênio

Texto completo:

PDF


Vetor, ISSN Impresso: 0102-7352, E-ISSN: 2358-3452, Rio Grande - RS. Brasil.