Improvement of design of toxicity tests involving effects on larvae of fish and crustaceans

José Maria Monserrat, Julio Di Rienzo

Resumo


Melhoramento no planejamento de testes de toxicidade envolvendo efeitos em larvas de peixes e crustáceos. Existem estudos toxicológicos que têm por objetivo avaliar o efeito de um tóxico na progênie de peixes ou crustáceos. O seguinte protocolo experimental é usualmente empregado: (1) Cria-se um conjunto de larvas originadas de várias fêmeas, o qual é dividido em dois grupos, por exemplo; um deles é exposto ao tóxico, sendo o outro o grupo controle. (2) Cada grupo é separado em diferentes subgrupos, recebendo estes um tratamento adicional (salinidade). Deve-se observar que: (a) Uma fêmea pode gerar mais larvas do que outra, e portanto estar mais representada no conjunto de larvas. (b) Existem duas etapas de casualização no experimento, não simultâneas. A primeira acontece ao destinar as concentrações do tóxico a cada grupo. A segunda, ao estabelecer as salinidades aos subgrupos. Uma alternativa poderia ser a de considerar um delineamento "split-plot", comumente empregado em experimentos agrícolas. Esse delineamento assume duas etapas de casualização e tem como benefício o incremento da sensibilidade para a avaliação dos efeitos do subtratamento (salinidade) e da interação destes com o tratamento principal (concentrações tóxicas).

Palavras-Chave: planejamento de parcelas divididas, progênie, conjunto de larvas



Vetor, ISSN Impresso: 0102-7352, E-ISSN: 2358-3452, Rio Grande - RS. Brasil.