Influência da mudança da posição de peças roliças estruturais de Eucalyptus no cálculo do módulo de elasticidade longitudinal

André Luis Christoforo, Túlio Hallak Panzera, Paulo Henrique Ribeiro Borges, Francisco Antonio Rocco Lahr

Resumo


A madeira roliça possui grande emprego nas construções civis, desempenhando a função de vigas, colunas, fundações, postes para distribuição de energia elétrica entre outras, apresentando a vantagem de não ser processada, como é o caso da madeira serrada. O projeto envolvendo elementos roliços requer, além de outras variáveis estruturais, o conhecimento do módulo de elasticidade longitudinal. No Brasil, os documentos normativos que tratam da determinação das propriedades de rigidez e resistência para peças roliças de madeira estão em vigência há mais de vinte anos sem revisão técnica. As peças roliças por mais próximas de uma geometria tronco-cônica podem apresentar eixo com curvatura não nula, conduzindo a valores de elasticidade diferentes para posições distintas do elemento estrutural. Este trabalho tem como objetivo, através do ensaio de flexão a três pontos, avaliar a influência da mudança da posição das peças estruturais roliças de Eucalyptus no cálculo do módulo de elasticidade longitudinal. Os resultados encontrados indicaram a necessidade da realização do ensaio para pelo menos duas posições distintas da peças.

Palavras-chave


Madeira roliça; módulo de elasticidade; ensaio de flexão

Texto completo:

PDF


Vetor, ISSN Impresso: 0102-7352, E-ISSN: 2358-3452, Rio Grande - RS. Brasil.