Redes sociais e comportamento político violento: uma síntese das ameaças aos direitos humanos no Brasil

Jonas Modesto Abreu, Danielle Pereira Melo

Resumo


Estamos expostos com muita frequência aos fatores geradores da violência. A violência faz parte do nosso cotidiano. O comportamento político violento, difundido através das redes sociais, é um enfoque que insere a violência no contexto do ciberativismo, termo utilizado para descrever as ações de mobilização política, cultural e socioambiental, que se destacam pela extraordinária velocidade de organizar multidões através das novas mídias. Com base neste enfoque, este artigo procura demonstrar que o comportamento político violento, presente nas redes sociais do Brasil após os protestos públicos de 2013, ajudaram a promover a ascensão política de parlamentares conservadores que, depois de eleitos ou consagrados nas urnas em 2014, passaram a atuar em favor da aprovação de projetos que afrontam quaisquer tipos de igualdade para as minorias sociais e enaltecem o “ódio cabal aos direitos humanos”. São iniciativas parlamentares amplamente nocivas aos direitos humanos e à cultura política democrática derivada da Constituição de 1988.


Palavras-chave


Redes sociais; Comportamento político; Violência

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/juris.v27i2.7103

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




JURIS - Revista da Faculdade de Direito, ISSN: 1413-3571, E-ISSN: 2447-3855, Rio Grande/RS, Brasil. Contato: revistajuris.furg@gmail.com
 
 
 
 
 

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ     PROPESQ 

PROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQ