O contratualismo rawlsiano e o consenso entre doutrinas abrangentes razoáveis com vistas à construção de uma sociedade politicamente justa

Anna Paula Bagetti Zeifert, Daniel Rubens Cenci

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo verificar quais seriam os pressupostos básicos para a construção de uma sociedade justa e democrática, de acordo com a Teoria da Justiça de Rawls. Também objetiva estudar as possibilidades de convivência pacífica das diversas doutrinas morais abrangentes, presentes em um Estado democrático, e ainda, a contribuição das mesmas na construção de uma sociedade política justa. Por meio de estudos bibliográficos, foram utilizadas obras do pensamento rawlsiano e demais autores que dialogam com o seu pensamento. Constatou-se, por fim, que a concepção política de justiça apresentada pelo autor se mostrou adequada para trabalhar com a questão do pluralismo e das doutrinas morais abrangentes, existentes no interior de uma sociedade, desde que ambos sejam razoáveis. Nesse sentido, a sociedade proposta por Rawls não tolhe as diversas concepções individuais de bem, mas recomenda que essas sejam razoáveis, possibilitando a convivência plena em sociedade, com vistas a garantir um consenso a respeito dos princípios de justiça.

Palavras-chave


Democracia; Igualdade; Justiça; Liberdade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/juris.v22i26.6273

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




JURIS - Revista da Faculdade de Direito, ISSN: 1413-3571, E-ISSN: 2447-3855, Rio Grande/RS, Brasil. Contato: revistajuris.furg@gmail.com
 
 
 
 
 

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ     PROPESQ 

PROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQPROPESQ