A soberania e o ciberespaço: uma análise crítica do conceito de soberania e glozablização

Autores

  • Pedro Gonet Branco Universidade de Brasília, UnB. Brasília/DF, Brasil http://orcid.org/0000-0002-6971-4701
  • Bruno Talpai Universidade de Brasília, UnB. Brasília/DF, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14295/juris.v30i1.11285

Palavras-chave:

Soberania. Ciberespaço. Estado moderno. Sociedade da informação. Teoria do Estado.

Resumo

Partindo de conceitos e elementos essenciais do Estado Moderno, pretende-se verificar como o Ciberespaço alterou as bases do Estado, com a reformulação de definições como soberania e território, bem como uma análise sobre a network society, a sociedade da informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Gonet Branco, Universidade de Brasília, UnB. Brasília/DF, Brasil

Aluno de graduação em Direito pela Universidade de Brasília (UnB). Estagiário em Gabinete de Ministro no STF. Editor-Chefe da REDUnB (Revista dos Estudantes de Direito da UnB). Co-fundador do Conedir. Membro-fundador da BRASA-Berkeley. Monitor de Sociologia Jurídica. Estudante visitante na University of California Berkeley. Áreas de interesse: Direito Digital. Direito Constitucional. Direito Civil. Direito Processual Civil.

Bruno Talpai, Universidade de Brasília, UnB. Brasília/DF, Brasil

Advogado, Sócio-proprietário do escritório Augusto Fernandes & Talpai advocacia, possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP, Mestrando em Direito do Estado pela Universidade de São Paulo - USP, Mestrando em Direito Constitucional e Processual Tributário pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo -PUC/SP e Pós-graduando em Ciência Política pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo - FESPSP.

Referências

AZAMBUJA, Darcy. Teoria Geral do Estado. Ed. 41ª, São Paulo, Editora Globo, 2000.

BARCOMB, Kris E.; KRILL, Dennis J.; MILLS, Robert F.; SAVILLE, Michael A. "Establishing cyberspace sovereignty." International Journal of Cyber Warfare and Terrorism (IJCWT) 2, no. 3, p. 26-38. 2012.

BARLOW, John Perry. A Declaration of the Independence of Cyberspace, ELEC. FRONTIER FOUND. (Feb. 8, 1996)

BAUMAN, Zygmunt (1999), Globalização: As Consequências Humanas. Rio de Janeiro: Editora Jorge Zahar. Tradução de Marcus Penchel.

BAUMAN, Zygmunt. Em busca da política. Trad. de: Marcus Penchel, Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000..

BAUMAN, Zygmunt; BORDONI, Carlo. Estado de crise. Tradução de Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Zahar, 2016

BETZ, David; STEVENS, Tim. Cyberspace and the State: Towards a Strategy for Cyber Power. Oxford: Routledge, 2011.

BOBBIO, Norberto - Estado Governo e Sociedade, São Paulo, Paz e Terra, 4ª ed., 1992.

BONAVIDES, Paulo. Teoria do Estado, 3a ed., São Paulo, Malheiros, 2001.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. 2 Ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999, p. 211-213

Branco, Paulo G. G.; Branco, Pedro H. M. G.. Structural Ways of Governing the Internet –The Brazilian Position. In: Revista Jurídica – UNICURITIBA, v.2, n.55 (2019).

BURDEAU, Georges. O Estado. São Paulo: Martins Fontes, 2005. p. 3.

CASTELLS, Manuel. Communication Power. OUP Oxford, 2013.

CASTELLS, Manuel; CARDOSO, Gustavo (org.). The Network Society: From Knowledge to Policy. Washington, DC: Johns Hopkins Center for Transatlantic Relations, 2005

CICCO, Claudio de; GONZAGA, Álvaro de Azevedo. Teoria Geral do Estado e Ciência Política. Ed. 7ª. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2018.

DALLARI, Dalmo Abreu. Elementos de Teoria Geral do Estado. 26. Ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

DINIZ, Maria Helena. Curso de Direito Civil Brasileiro: Teoria Geral do Direito Civil. São Paulo: Editora Saraiva, 1996.

GIDDENS, Anthony. O mundo na era da globalização. Lisboa: Editorial Presença, 2006.pp. 20-24.

HAURIOU. M. Précis de droit administratif et de droit public, 1907.

HIRSTE, Paul e THOMPSON, Grahame. The Future of Globalization. Cooperation and Conflict:Journal of the Nordic International Studies Association Vol.37(3):247–265, 2002.

JELLINEK, Georg. Teoría general del Estado. Trad. Fernando de los Ríos. México: FCE, 2000.

LESSIG, Lawrence. Code and Other Laws of Cyberspace, 1999.

LESSIG, Lawrence. Code: Version 2.0. 2006.

LEWANDOWSKI, Enrique Ricardo. Globalização, Regionalização e Soberania. São Paulo: Ed. Juarez de Oliveira, 2004; p. 254.

MALUF, Sahid. "Teoria Geral do Estado". São Paulo. Edit. Saraiva: 1998;

MENDES, Gilmar Ferreira; BRANCO, Paulo Gonet. Curso de Direito Constitucional. Ed.10ª. Saraiva, 2015.

MUELLER, Milton L. Against Sovereignty in Cyberspace. International Studies Review, 2019.

MURRAY, Andrew. Information technology law: the law and society. Orxford: Oxford University Press, 2016.

NYE, Hoseph S; KEOHANE, Robert. Globalizaton. What´s new, what´s not and so what? Foreign Policy, 118. Abril. 104-119.

RANIERI, Nina. Teoria do Estado: do Estado de Direito ao Estado Democrático de Direito. Ed. 2º. São Paulo: Editora Manole, 2019.

REALE, Miguel. Teoria do direito e do Estado. 5. ed. 4. tir. São Paulo: Saraiva, 2010.

REIDENBERG, Joel. Governing networks and rule-making in cyberspace. Emory Law Journal, v. 45, p. 911, 1996.

SARMENTO, Daniel. Constituição e Globalização: A crise dos Paradigmas do Direito Constitucional. Revista de Direito Administrativo. Rio de Janeiro, 215: 19-34. Jan./mar.1999;

SCHMITT, Michael (Ed.). Tallinn manual 2.0 on the international law applicable to cyber operations. Cambridge University Press, 2017.

SCHMITT, Michael; VIHUL, Liis. Respect for sovereignty in cyberspace. Texas Law Review, v. 95, p. 1639, 2016.

WEFFORT, Francisco C; Os Clássicos da Política, vol. 1, Ed. Atica, SP, 2004. p. 131. Por outro lado, caso a interpretação seja realizada a partir de uma perspectiva de Hegel, Marx, Thomas Hobbes as conclusões em relação a estes aspectos podem ser modificadas.

WU, Tim; GOLDSMITH, Jack. Who controls the internet? Illusions of a borderless world. 2006.

Yahoo!, Inc. v. La Ligue Contre Le Racisme et L'Antisemitisme, 169 F. Supp. 2d 1181, 1192 (N.D. Cal. 2001).

Downloads

Publicado

2020-10-14

Como Citar

Branco, P. G., & Talpai, B. (2020). A soberania e o ciberespaço: uma análise crítica do conceito de soberania e glozablização. JURIS - Revista Da Faculdade De Direito, 30(1), 43–62. https://doi.org/10.14295/juris.v30i1.11285

Edição

Seção

Artigos