<b>Tempo: a elaboração do conceito nos anos iniciais de escolarização</b>

Autores

  • Katia Maria Abud Universidade de São Paulo, USP. São Paulo/SP

Palavras-chave:

Ensino de História. Tempo. Anos iniciais.

Resumo

Ao procurar sanar essa deficiência, no campo dos estudos sociais, acreditou-se que a proximidade física com o objeto estudado pudesse suprir a ausência de concretude. Dessa forma, ao se pensar na elaboração de currículos em muitos estados brasileiros, a teoria piagetiana e a dos círculos concêntricos de Bruner se associaram para introduzir nas escolas os estudos relativos à sociedade. Um bom exemplo a ser citado são os Guias Curriculares para a implantação das reformas da Lei 5692/71, elaborados por Elza Nadai e Joana Neves, para o Estado de São Paulo. No presente texto discorreremos sobre o processo de construção do conceito de tempo nos anos iniciais da escolarização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Katia Maria Abud, Universidade de São Paulo, USP. São Paulo/SP

Possui Bacharelado e Licenciatura em História pela Universidade de São Paulo (1966), Bacharelado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade de São Paulo (1967), mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1978) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1986). Atualmente é professor doutor da Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2012-01-03

Como Citar

Abud, K. M. (2012). &lt;b&gt;Tempo: a elaboração do conceito nos anos iniciais de escolarização&lt;/b&gt;. Historiæ, 3(1), 9–18. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/3148

Edição

Seção

Dossiê