<b>Museu das águas: uma história ambiental esquecida</b>

Autores

  • Hardalla Santos do Valle
  • Daniel Porciuncula Prado
  • Eduardo Arriada

Palavras-chave:

Museu das águas. Consciência socioambiental. História Ambiental.

Resumo

O presente artigo discorre sobre o museu das águas situado na cidade do Rio Grande. Uma estrutura material especifica que representa a antiga Companhia Hidráulica Rio-Grandense e as influências de sua construção no que tange a estrutura urbana e sanitária da cidade. Por conseguinte, baseada na análise de jornais de época e nos conceitos de História Ambiental, relaciono natureza e sociedade, questionando os valores do homem atribuídos ao seu ambiente e sua história. Assim sendo o objetivo principal, fomentar a reflexão e consciência socioambiental do leitor sobre os paradigmas atuais de nossa história.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hardalla Santos do Valle

Mestranda em Educação pela Universidade Federal de Pelotas-UFPEL. Bolsista-CAPES. Graduada em História-FURG.

Daniel Porciuncula Prado

Professor da Universidade Federal do Rio Grande-FURG. Doutor em Educação Ambiental-FURG. Mestre em Educação Ambiental-FURG. Graduado em História-FURG.

Eduardo Arriada

Professor da Universidade Federal de Pelotas-UFPEL. Doutor em Educação-PUC/RS. Mestre em História- PUC/RS. Graduado em História-UCpel. Graduado em Direito- UFPEL.

Downloads

Publicado

2012-01-03

Como Citar

Valle, H. S. do, Prado, D. P., & Arriada, E. (2012). &lt;b&gt;Museu das águas: uma história ambiental esquecida&lt;/b&gt;. Historiæ, 3(1), 235–248. Recuperado de https://periodicos.furg.br/hist/article/view/2264

Edição

Seção

Artigos