Estruturação do espaço farmácia viva na Universidade Federal de Pernambuco como estratégia para formação em fitoterapia

Autores

  • Rene Duarte Martins Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.
  • Rogelia Herculano Pinto Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.
  • Sueli Moreno Senna Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.
  • Ana Wládia Silva Lima Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.
  • Carlos Renato De Franca e Carvalho Mota Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, PE, Brasil.
  • Danilo Augusto Ferreira Fontes Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.
  • Francisco Amorim Barros Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.
  • Rafael Matos Ximenes Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.14295/vittalle.v30i1.7488

Palavras-chave:

Horto de Plantas Medicinais, Praticas Integrativas e Complementares, Disciplinas de Graduação, Projetos de Extensão

Resumo

Um horto didático objetiva recuperar saberes populares e tradicionais, discuti-los cientificamente para contribuir com a construção do conhecimento, divulgação de informações e formação sobre fitoterapia. Este trabalho objetiva relatar as experiências didáticas vivenciadas no Espaço Farmácia Viva do CAV/UFPE. O marco teórico para estruturação deste espaço ocorreu no ano de 2009, através do edital de extensão PROEXT 2009 – MEC/SESu, cujo financiamento permitiu aquisição de materiais e desenvolvimento do programa Farmácia Viva: Cultivando Saúde, primeira ação de extensão em Práticas Integrativas e Complementares (PICS) desenvolvida no Município de Vitoria de Santo Antão, com a presença da Universidade Federal de Pernambuco. Desde então o referido programa gestou iniciativas que ampliaram a oferta acerca da discussão sobre PICS no âmbito acadêmico e municipal, com marcante presença de diálogo entre Universidade e Serviços de Atenção básica ofertados no município. Assim, ao longo da existência desta iniciativa, a implantação do horto ocorreu entre os anos de 2011/2013, através de mudas oriundas do Horto de Plantas Medicinais Francisco José de Abreu Matos da UFC e do Núcleo de Fitoterapia da Coordenadoria de Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, onde a coordenação do projeto teve oportunidade de realizar treinamento no ano de 2010. O contato com as plantas medicinais e a relação com os sentidos humanos promovido por estas interações através de cursos, oficinas, projetos de pesquisa/extensão e disciplinas acadêmicas para graduandos e residentes, despertaram vivências fundamentais na formação de profissionais sensíveis e reflexivos acerca do uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rene Duarte Martins, Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Núcleo de Saúde Coletiva, Centro Acadêmico de Vitoria.

Rogelia Herculano Pinto, Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Núcleo de Enfermagem, Centro Acadêmico de Vitória (CAV), Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Sueli Moreno Senna, Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Núcleo de Enfermagem, Centro Acadêmico de Vitória (CAV), Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Ana Wládia Silva Lima, Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Núcleo de Enfermagem, Centro Acadêmico de Vitória (CAV), Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Carlos Renato De Franca e Carvalho Mota, Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, PE, Brasil.

Centro Acadêmico do Agreste (CAA), Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, PE, Brasil.

Danilo Augusto Ferreira Fontes, Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Centro Acadêmico de Vitória (CAV), Universidade Federal de Pernambuco, Vitória de Santo Antão, PE, Brasil.

Francisco Amorim Barros, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Hospital das Clínicas (HC-UFPE), Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Rafael Matos Ximenes, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Departamento de Antibióticos, Centro de Biociências, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Downloads

Publicado

2018-07-17

Como Citar

Martins, R. D., Pinto, R. H., Senna, S. M., Lima, A. W. S., Mota, C. R. D. F. e C., Fontes, D. A. F., Barros, F. A., & Ximenes, R. M. (2018). Estruturação do espaço farmácia viva na Universidade Federal de Pernambuco como estratégia para formação em fitoterapia. VITTALLE - Revista De Ciências Da Saúde, 30(1), 182–191. https://doi.org/10.14295/vittalle.v30i1.7488