EXPOSIÇÃO A AFLATOXINAS: FATOR DE RISCO PARA CÂNCER DE FÍGADO

Danieli de Cristo, Janaina Rocha Niehues, Camila Thais Adam, Ana Carla Nazário, Patrícia Haas

Resumo


As aflatoxinas são substâncias tóxicas encontradas em alguns alimentos como o milho e amendoim e produzidas principalmente pelo fungo Aspergillus flavus. Essas substâncias caracterizam um
problema de saúde pública em quase todo mundo, principalmente a Aflatoxina B1 (AFB1), classificada como cancerígena pela Organização Mundial da Saúde. Trata-se de uma revisão de literatura através de artigos encontrados no PubMed, SciELO, LILACS, Scopus e no Portal de
periódicos da Capes. As palavras-chave utilizadas na busca foram “Cancer liver” and “aflatoxins” and “micotoxins” and “exposition” and “food”. A ingestão e/ou exposição em longo prazo a essas substâncias geralmente dá origem a um carcinoma hepatocelular (CHC). O CHC tem alta incidência mundial, sendo que é maior em áreas onde a aflatoxina é endêmica, como por exemplo, na África. Importante salientar que o número de portadores de câncer de fígado cresceu muito nos últimos
anos. Esse trabalho tem por objetivo avaliar a associação entre câncer de fígado e a ingestão e/ou exposição à aflatoxinas, observando a intoxicação decorrente da ingestão desta micotoxina, prevenindo ou evitando assim o surgimento de neoplasias malignas do fígado e outros órgãos.

Palavras-chave


Aflatoxinas; Alimentos; Câncer de Fígado; Micotoxinas

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ