Abuso sexual contra crianças e adolescentes: estudo com enfermeiros da estratégia de saúde da família

Janaina Amorim Ávila, Adriane Maria Netto Oliveira, Priscila Arruda Silva

Resumo


O objetivo deste trabalho é conhecer, através das práticas profissionais dos enfermeiros de cinco Unidades Básicas de Saúde da Família de um município do extremo sul do Brasil, os fatores que interferem na qualidade da assistência de crianças e adolescentes vítimas de violência, bem como a importância da rede de serviços que atende essa clientela. Realizou-se uma pesquisa qualitativa com os profissionais de saúde dessas unidades. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas, no período de março a abril de 2009, com sete profissionais enfermeiros, enfocando os fatores que interferem na qualidade da assistência de crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual e a importância do trabalho em rede como uma proposta de ação efetiva quando se trata de violência contra crianças e adolescentes. Mediante a análise temática dos dados, constatou-se que não há um fluxo de informações adequado advindo dos órgãos gestores da Secretaria Municipal de Saúde, nem tampouco um trabalho eficaz dos órgãos de proteção, o que interfere na qualidade da assistência. Os resultados apontam também a necessidade de um trabalho em rede com qualidade na assistência às vítimas/famílias. Conclui-se que é necessário o envolvimento de todos os profissionais que trabalham com essa realidade.

Palavras-chave


Violência Sexual; Enfermagem; Serviços de Saúde

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ