Preservação de dentes molares permanentes: odontólogos da estratégia saúde da família (esf) da cidade do Rio Grande/RS avaliam a necessidade de pesquisar a técnica de “resinificação”

Deoclécio José Martins Teixeira, Humberto Calloni

Resumo


O objetivo deste estudo é avaliar a necessidade em desenvolver pesquisas sobre a técnica de
“resinificação”. A perda de um órgão dentário afeta a saúde do ser humano em seu todo. O
problema desta pesquisa é: como evitar a perda significativa e desnecessária de dentes molares
permanentes? Agentes físicos, químicos e biológicos podem atingir o complexo dentina-polpa,
causando pulpite irreversível e necrose pulpar. O profissional, ao diagnosticar tais patologias
pulpares, depende fundamentalmente do tratamento endodôntico para evitar a perda do órgão
dentário. Contudo, a técnica endodôntica convencional utilizada não vem dando conta da demanda,
nem se adequando aos serviços públicos de saúde bucal no Brasil. Por isso, propõe-se a técnica
endodôntica alternativa, denominada técnica de “resinificação”. Os usuários e os odontólogos da
Estratégia Saúde da Família (ESF) que atuam no serviço público de saúde bucal no município do
Rio Grande, RS, constituem os sujeitos da pesquisa. As estratégias norteadoras fundamentam-se
no processo educativo ambiental, no diagnóstico da atual realidade e em uma microintervenção.
Espera-se que este estudo, construído no campo da educação ambiental, possa contribuir
efetivamente para todos os profissionais que atuam na odontologia comunitária. Enfim, espera-se
que os usuários do serviço público de saúde bucal possam evitar a perda significativa e
desnecessária de seus dentes molares permanentes.

Palavras-chave


Educação Ambiental; Endodontia; Educação em Saúde; Programa Saúde da Família

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ

Indexadores

PROPESQ