Intervenção multiprofissional na saúde mental de estudantes do sexo feminino durante o distanciamento social da COVID-19: estudo piloto

Autores

  • Tatiana Eurich Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Ana Carolina Paludo Faculty of Sports Studies - Masaryk University
  • Timothy Gustavo Cavazzotto Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Michael Pereira Silva Universidade Federal do Rio Grande
  • Mariana Abe Vicente Cavagnari Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Gabriela Datsch Bennemann Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Kelli Cristina Stocki Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Andressa de Fatima Siqueira Souza Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Regiane Ogliari Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Anderson Matheus Oliveira Haas Verdi Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO
  • Angelica Miki Stein Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO

DOI:

https://doi.org/10.14295/vittalle.v34i2.13652

Palavras-chave:

COVID-19, distanciamento físico, exercício físico, saúde mental

Resumo

A população feminina parece ser a mais vulnerável ao sofrimento psíquico durante o período de distanciamento social para o enfrentamento e controle da COVID-19. Nesse sentido, intervenções de caráter multiprofissional têm sido consideradas como potenciais à saúde mental. Assim, o objetivo do presente estudo foi analisar os efeitos de intervenção multiprofissional, composta por exercício físico, acompanhamento psicológico e nutricional na saúde mental de estudantes do sexo feminino durante o distanciamento social da COVID-19. Trata-se de um estudo piloto com delineamento longitudinal, quase-experimental. O estudo foi estruturado em: 1) Grupo Intervenção Multiprofissional (n=6) - exercício físico supervisionado, 2 vezes por semana, 50 minutos por sessão, ministrados por videoconferência, suporte psicológico e orientação nutricional uma vez por semana através de vídeos; 2) Grupo Controle (n=5) - manteve sua rotina habitual e recebeu uma cartilha com sugestões de exercícios, orientações nutricionais e suporte psicológico. Dados sociodemográficos; nível de atividade física; qualidade de vida; sono; estresse, depressão e ansiedade foram obtidos via Google Forms por Anamnese estruturada; International Physical Activity Questionnaire (IPAQ); Medical Outcomes Study-36-Item Short - Form Health Survey (SF-36); Índice de qualidade do sono de Pittsburgh; Escala de Ansiedade, Depressão e Estresse (EADS-21), antes e depois de 10 semanas. Foi utilizado teste U-Mann Whitney no baseline e estatística descritiva para comparação dos grupos no período experimental. Como resultados principais, o Grupo Intervenção Multiprofissional teve melhora mais pronunciada na qualidade do sono em 16,6% da amostra. Houve aumento de escore nos domínios da qualidade de vida (SF-36): 5,0 na Capacidade funcional; 25,0 em Aspectos físicos; 5,0 em Dor e 16,6 em Aspectos emocionais no Grupo Intervenção Multiprofissional. Os resultados foram semelhantes para ansiedade e estresse entre os grupos. Dessa forma, a intervenção multiprofissional parece contribuir com a qualidade do sono e qualidade de vida, sugerindo os benefícios para saúde mental de estudantes universitárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-09-12

Como Citar

Eurich, T., Paludo, A. C., Cavazzotto, T. G. ., Silva , M. P. ., Cavagnari, M. A. V. ., Bennemann, G. D., Stocki, K. . C. ., Souza, A. de F. S. ., Ogliari, R., Verdi, A. M. O. H., & Stein, A. M. (2022). Intervenção multiprofissional na saúde mental de estudantes do sexo feminino durante o distanciamento social da COVID-19: estudo piloto. VITTALLE - Revista De Ciências Da Saúde, 34(2), 27–41. https://doi.org/10.14295/vittalle.v34i2.13652